Aeroporto de Guarulhos adota tratores elétricos

Veículos com motorização elétrica substituem modelos antigos com motores diesel
O trator elétrico TLD Jet-16 é importado da China (Divulgação)
O trator elétrico TLD Jet-16 é importado da China (Divulgação)
O trator elétrico TLD Jet-16 é importado da China (Divulgação)
O trator elétrico TLD Jet-16 é importado da China (Divulgação)

O serviço de “ground handling” do Aeroporto Internacional de Guarulhos (GRU Airport) começou a ser realizado em agosto com veículos elétricos. A dnata, empresa que presta o atendimento de solo no terminal, adquiriu 15 novos tratores com motorização elétrica. Os equipamentos substituíram outros dez tratores como motor diesel, retirados de operação.

O modelo escolhido para o serviço é o TLD Jet-16, importado da China. Ao todo, o investimento foi de R$ 1,4 milhão. Os veículos de zero emissão de poluentes serão utilizados para rebocar carretas de bagagem, carga e correio entre as aeronaves e os terminais.

“Estamos em sintonia com a preocupação global de proteger o meio ambiente e tornar a nossa operação cada vez mais sustentável. Gradativamente, vamos substituir todos os equipamentos por mais modernos e menos poluentes”, disse Ricardo Morrison, CEO da dnata no Brasil.

A meta da empresa é trocar todos os tratores usados em GRU por modelos elétricos, o que vai demandar mais 29 unidades.

A dnata atende 3.180 voos regulares todos os meses no aeroporto de Guarulhos. No Brasil, a empresa também oferece serviços de ground handling em 26 aeroportos, incluindo os terminais do Galeão, no Rio de Janeiro, e Viracopos, em Campinas.

Veja mais: Aeroporto de Congonhas será concedido à iniciativa privada

Total
0
Shares
0 0 votes
Article Rating
2 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
walentin
4 anos atrás

Parece até piada,proteção do ambiente e,por ventura não sabem o grau de poluição das turbinas dos aviões ??

Emerson
Emerson
4 anos atrás

Caro Valentin,

Há um ditado que diz que por mais longa que seja a caminhada o importante é dar o primeiro passo. portanto é louvável o que a Dnata está fazendo, enquanto não chega os aviões elétricos ou algum outro meio de transporte não poluente.

Agora caso o senhor queira fazer algo além de criticar por criticar que tal fazer as suas viagens a pé? Assim você também vai ajudar o meio ambiente.

Atenciosamente

Previous Post
O Perlan 2 aproveitou o "vórtice polar" da Patagônia para alcançar o novo recorde (Airbus)

Airbus Perlan 2 estabelece novo recorde de altitude para planadores

Next Post
O projeto Perlan é a primeira iniciativa de engenharia para alcançar a estratosfera sem ajuda de um motor (Airbus)

Airbus Perlan 2, o escalador da estratosfera

Related Posts
Total
0
Share