Parece uma casa, mas na verdade é o interior da versão executiva do jato A350 (Airbus)

Parece uma casa, mas na verdade é o interior da versão executiva do jato A350 (Airbus)

A Airbus apresentou nesta semana o projeto ACJ350, a versão executiva do moderno jato A350. Segundo a fabricante, a nova opção tem o maior raio de alcance entre aeronaves corporativas do mercado, com autonomia de 20.000 km ou 22 horas de voo, e também uma das cabines mais espaçosas do segmento, com uma área interna de 270 metros quadrados.

O ACJ350 é baseado no modelo comercial A350-900, que na configuração de apenas uma classe pode receber até 440 passageiros. Já a versão executiva pode ser equipada com apenas 25 assentos. Como a série ACJ (Airbus Corporate Jets) não transporta tanta bagagem, o espaço que sobra no compartimento de carga é utilizado para aumentar os tanques de combustível do avião, por isso seu alcance é tão extenso – o A350 comercial tem autonomia de 15.000 km.

“Nossos clientes querem o melhor e mais moderno avião que o dinheiro pode comprar, e o ACJ350 exemplifica isso”, disse John Leahy, chefe de operações da Airbus.

Para a criação do A350 executivo, a Airbus uniu forças com a EasyFit, empresa que fornece materiais e equipamentos para cabines de aeronaves corporativas.

O ACJ350, com pacote “básico”, é avaliado em cerca de US$ 278 milhões. A fabricante já aceita encomendas.

Veja mais: Embraer apresenta conceito de jato executivo com “teto solar”

A versão executiva do A350 tem alcance de 20.000 km (Airbus)

A versão executiva do A350 tem alcance de 20.000 km (Airbus)