O novo avião presidencial da Alemanha é derivado do modelo executivo ACJ350-900 (Lufthansa Technik)

O força aérea da Alemanha (Luftwaffe) recebeu nessa quinta-feira (8/5) o primeiro jato Airbus A350 que será empregado como novo avião presidencial do país. A aeronave foi entregue em Hamburgo e seguiu para a instalação da Lufthansa Technik, que agora vai iniciar a montagem da cabine de passageiros.

O novo jato recebido pela Luftwaffe é o primeiro de três A350 encomendados pelo governo alemão em maio de 2019. As aeronaves são derivadas do ACJ350-900, a versão executiva do modelo comercial A350-900. Esta é a primeira conversão do mundo desse tipo para o Airbus A350.

Em comunicado, a Lufthansa Technik diz que a aeronave será disponibilizada para a força aérea alemã muito em breve e, por isso, será equipada inicialmente com uma cabine de transição para o transportes de representantes do governo alemão e suas delegações acompanhantes.

“O trabalho preliminar já havia começado em novembro do ano passado nas oficinas de cabine VIP da Lufthansa Technik. Uma vez que a aeronave tenha recebido sua cabine, ela deverá ser entregue ao cliente até o final de julho”, informou a divisão de manutenção aeronáutica do grupo Lufthansa.

Embora provisória, a cabine do primeiro da A350 VIP da Luftwaffe terá áreas de escritório e conferência e um “lounge multifuncional”, segundo a empresa alemã, que serão utilizados pelo alto escalão do governo alemão, incluindo a chanceler Angela Merkel. “O restante do espaço da cabine estará disponível para as delegações acompanhantes. Terá um espaçamento generoso entre assentos, um número apropriado de banheiros e equipamentos modernos de cozinha.”

Os outros dois A350 VIP encomendados pelo governo alemão serão entregues pela Airbus no próximos ano e convertidos pela Lufthansa Technik.

A cabine VIP do novo A350 presidencial da Alemanha será montado pela Lufthansa Technik (Lufthansa Technik)

O primeiro A350 recebido pela força aérea alemã ainda voa com a matrícula civil D-AGAF. Posteriormente, a aeronave vai receber o prefixo militar 10+03 da Luftwaffe. Os demais aparelhos vão receber as matrículas 10+01 e 10+02. O governo alemão não comenta sobre o conteúdo tecnológico militar da aeronave.

“Ao longo de décadas, formamos uma parceria abrangente com a Força Aérea Alemã, durante a qual já equipamos um grande número de aeronaves com cabines especiais para representantes do governo”, disse Kai-Stefan Röpke, cice-presidente da área de Serviços de Aeronaves de Missão Especial da Lufthansa Technik. “Estamos particularmente satisfeitos por poder estender essa cooperação à geração mais moderna de aeronaves e instalar a primeira cabine de governo em um Airbus A350.”

“Merkel One”

A nova frota de jatos A350 de transporte presidencial da Alemanha será uma das mais avançadas do mundo e com maior alcance. O bimotor da Airbus em versão VIP pode receber mais tanques de combustível, permitindo voos ultra longos de 22 horas de duração ou percorrer 20.550 km levando 25 passageiros – o A350-900 comercial tem autonomia de 15.000 km com 325 ocupantes.

Ex-Lufthansa: autoridades da Alemanha voam em dois A340 da Luftwaffe desde 2011 (BriYYZ)

As aeronaves compradas pelo governo alemão vão substituir os dois antigos A340 que atualmente cumprem a função de transporte presidencial. Os modelos quadrimotores pertenciam à companhia aérea Lufthansa e foram adquiridos e convertidos pela Luftwaffe em 2011. Até pouco tempo, a força aérea alemã também operava um A310 em viagens com autoridades.

A frota de transporte especial da Alemanha conta ainda com mais três jatos Airbus A319 e um A321, além de jatos executivos Bombardier Global 5000 (quatro unidades) e Global 6000 (três unidades) e mais três helicópteros Eurocopter AS532 Cougar.

Nos últimos anos, os A340 presidenciais da Alemanha vêm apresentando uma série de complicações técnicas, forçando Angela Merkel e sua equipe a recorrerem a aviões fretados de companhias aéreas em viagens longas. Com os novos A350, esses problemas serão coisa do passado.

Se houver necessidade, os A350 VIP do governo alemão também poderão ser configurados para transportar tropas ou missões de evacuação aeromédica. Foi uma boa aquisição?

Veja mais: Conheça os aviões executivos da Força Aérea Brasileira