Antonov nega planos de abrir fábrica no Canadá

Empresa ucraniana teria criado subsidiária na província de Quebec para produzir o avião de transporte AN-74, afirmou jornal canadense
Antonov An-74T (Oleg V. Belyakov)

A Antonov negou nesta quarta-feira, 14, que tenha planos de abrir uma linha de montagem de seus aviões no Canadá. A notícia foi publicada pelo jornal Le Devoir, citando fontes.

Segundo artigo do dia 10 de julho, a fabricante ucraniana teria criado uma subsidiária em Québec, a Antonov Aircraft Canada, sediada em Montreal.

O Le Devoir entrevistou um executivo da Gold Leaf Aviation, companhia que diz representar a Antonov no país. De acordo com seu diretor, Desmond Burke, a empresa estaria buscando um acordo entre os governos da Ucrânia e do Canadá para estabelecer uma linha de montagem do jato cargueiro AN-74.

A aeronave de asa alta e que utiliza o efeito Coanda para realizar pousos e decolagens curtos foi desenvolvida nos anos 70 e passaria por uma modernização que poderia incluir motores Pratt & Whitney, diz ainda o jornal.

O diretor da Gold Leaf revelou que o projeto contaria com investimentos de fundos do Oriente Médio, sem detalhar quais seriam eles.

Em suas redes sociais, a Antonov afirmou que a “informação publicada no jornal Le Devoir no artigo ‘O gigante ucraniano ANTONOV quer aterrissar no Quebec’ não é verdadeira”.

Retomada da produção do AN-74

O governo da Ucrânia, de fato, está em busca de um parceiro internacional para retomar a produção do AN-74, mas na fábrica da Kharkiv State Aircraft Manufacturing Company (KSAMC).

An-74K-300, com motores sob as asas (Rolf Wallner)

A UkrOboronProm, a empresa estatal que controla a indústria aeronáutica da Ucrânia, divulgou um chamado público em fevereiro oferecendo o complexo industrial mediante investimentos para modernizar a aeronave, além de quitar dívidas da fábrica.

Embora o AN-74 tenha várias qualidades como a capacidade STOL, trata-se de uma aeronave lenta, capaz de atingir apenas 560 km/h de velocidade de cruzeiro. A Antonov desenvolveu uma variante, a AN-74K-300, que substituiu a configuração de motores instalados no alto das asas por pilones sob elas.

Total
21
Shares
Previous Post

Delta vai reforçar frota com 36 jatos A350 e 737-900 usados

Next Post

Governo de São Paulo leiloa 22 aeroportos regionais nesta quinta

Related Posts