Após comprar o A220, Azorra encomenda 20 jatos Embraer E2

Companhia de leasing da Flórida acertou um contrato flexível pela nova família de jatos comerciais, com direito a optar por modelos E190-E2 e E195-E2
Os primeiros E2 comprados pela Azorra serão entregues em 2023 (Embraer)

A Embraer e a empresa de leasing Azorra assinaram nesta segunda-feira (24) um contrato de venda de 20 aeronaves da família E2 com opção para mais 30 unidades, revelou a fabricante brasileira.

O acordo flexível permite que a Azorra possa optar por aeronaves E190-E2 ou E195-E2, que serão entregues pela Embraer a partir de 2023 – os clientes finais dos aviões não foram revelados.

A divulgação do novo contrato ocorre duas semanas depois que a Azorra anunciou um acordo com a Airbus para aquisição de 20 A220-300 e dois ACJ TwoTwenty, a versão executiva do rival do E2.

“Nossa equipe tem uma longa e produtiva história com a Embraer. Na Jetscape, fomos a primeira empresa de leasing independente a se comprometer com o programa E-Jet da Embraer em dezembro de 2007 e depois os E-Jets estabeleceram uma base global de clientes, com mais de 80 operadores. A primeira aeronave nova da Azorra foi um Phenom 300, adquirido da Embraer em dezembro de 2016. Estamos entusiasmados com este novo capítulo em nossa parceria de longa data com a Embraer”, disse John Evans, CEO da Azorra.

A Azorra também vai receber 20 jatos A220-300 (Airbus)

“Agradecemos novamente à Azorra pela escolha do E2, depois de concluir recentemente uma transação de revenda com a Porter Airlines para cinco novas aeronaves E195-E2″, disse Arjan Meijer, CEO da Embraer Aviação Comercial.

Sediada na Flórida, a Azorra é uma empresa de leasing com foco diferente de outras concorrentes. Ela é especializada em aeronaves comerciais de menor porte, além jatos executivos e ‘crossover’, como ela chama modelos que oferecerem “uma nova tecnologia que melhora o alcance e a capacidade sem comprometer o serviço em pequenos aeroportos”.

No ano passado, a Azorra assinou uma carta de intenção com a Eve, a startup de mobilidade aérea da Embraer, para adquirir 200 aeronaves eVTOL.

Com o novo contrato, a carteira de pedidos da família E2 deve subir para 225 aeronaves, a princípio.

Total
38
Shares
5 1 vote
Article Rating
1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Marcelo
Marcelo
4 meses atrás

Ponto para o Brasil.

Previous Post

Jato comercial chinês C919 inicia 2022 em meio à atribulações

Next Post

Gol obtém financiamento para 12 Boeing 737 MAX 8

Related Posts