Avianca retoma voos internacionais e inclui São Paulo

Companhia aérea colombiana voltou a operar entre Bogotá e a capital paulista nesta quinta-feira, 1º de outubro
A Avianca Colômbia foi o primeiro operador do 787 na América do Sul (Boeing)
A Avianca Colômbia foi o primeiro operador do 787 na América do Sul (Boeing)
A Avianca Colômbia foi o primeiro operador do 787 na América do Sul (Boeing)
A Avianca Colômbia está usando o 787 em alguns voos para o Brasil (Boeing)

Abatida pela crise provocada pela pandemia, a Avianca teve de suspender suas operações ao mesmo tempo em que entrava com um processo de recuperação judicial nos EUA, o chamado “Capítulo 11″. A empresa, que já sofria com problemas financeiros por conta de disputas entre seus acionistas, entre eles os irmãos Efromovich, está aos poucos retomando a sua malha.

Nesta quinta-feira, 1º de outubro, foi a vez de reativar alguns voos internacionais e que incluíram São Paulo. Além da capital paulista, a Avianca também voltou a voar para Guayaquil e Quito, no Equador, Cidade do México, Miami e Nova York.

Já a partir do dia 15 de outubro, a meta é retomar as rotas para Cancún, Guatemala, La Paz, Punta Cana, Santa Cruz de la Sierra, San Salvador, Santo Domingo, Washington e Rio de Janeiro.

“Estamos muito felizes com a reabertura da operação internacional da Colômbia, que nos permitirá conectar famílias e empresas e, por sua vez, reativar a cadeia produtiva deste setor que impulsiona milhares de colombianos”, disse Anko van der Werff, Presidente e CEO da Avianca.

A frota inicial da Avianca nesse período compreende 34 aviões, entre jatos A319, A320 e o Boeing 787. Segundo o Flight Radar 24, os voos programados para Guarulhos estão sendo operados pelos A319 e também pelo Dreamliner, dependendo dos horários – são quatro frequências semanais no momento.

Também nesta quinta-feira, a companhia voltou a voar para 11 destinos domésticos, na chamada fase II de sua recuperação. Em setembro, a Avianca havia reiniciado serviços para 10 outros destinos.

Aerolíneas Argentinas amplia voos

Nesta sexta-feira, outra grande companhia aérea sul-americana, a Aerolíneas Argentinas, anunciou que passará a voar quatro vezes por semana para São Paulo em outubro. Os voos entre Guarulhos e Ezeiza, no entanto, são restritos a passageiros argentinos ou que comprovem algum vínculo no país como residência, compromisso de trabalho e presença de familiares. Até setembro esses voos especiais eram realizados apenas duas vezes por semana.

Os voos são operados pelos jatos Boeing 737-800 já que o modelo MAX segue proibido de voar. O governo argentino pretendia abrir o espaço aéreo do país em 12 de outubro, porém, a expectativa é que a suspensão seja mantida diante do elevado número de casos de COVID-19 no país vizinho.

A Aerolíneas voa para São Paulo com o 737-800 (Rafael Luiz Canossa/CC)

Veja também: Gol voltará a voar para 95% de seus destinos em outubro

Total
28
Shares
Previous Post

ATR quer testar novas tecnologias de propulsão em seus aviões turboélices

Next Post

40 anos após primeiro voo, Tucano segue como maior sucesso militar da Embraer

Related Posts