“Avião fantasma”: jato Boeing 767 que estaria aposentado segue voando pela Boliviana de Aviación

Companhia aérea estatal já confirmou que pretende encerrar operação com widebody, mas aeronave de matrícula CP-2881 ainda estava em serviço nesta semana
O Boeing 767 “fantasma” da BoA: voos para os EUA quando deveria estar estocado no deserto (Venkat Mangudi)

A Boliviana de Aviación, companhia aérea estatal do país vizinho do Brasil, está em meio a um processo de renovação da sua frota. Em novembro, por exemplo, a empresa recebeu dois jatos, um Boeing 737-800 e um Airbus A330-200.

As aeronaves de segunda mão não chegam a ser tão novas assim já que o Boeing acumula quase 13 anos em serviço enquanto o widebody voa há quase 12 anos.

No entanto, trata-se de uma evolução para uma empresa aérea que segue voando com quatro jatos Boeing 737-300 com média de idade de 26 anos, além de alguns 737-700 não muito mais novos.

Ao menos um tipo de aeronave parece ter chegado ao fim da sua carreira na transportadora boliviana, o 767-300ER, que está sendo substituído pelo Airbus A330.

O widebody da Boeing foi por um bom tempo a principal aeronave da BoA, como também é chamada, realizando voos internacionais, sobretudo para Madri, na Espanha, e Miami, nos EUA.

A Boliviana de Aviación voa com o Boeing 767-300 há cerca de de uma década (Venkat Mangudi)

Avião “fantasma”

Até o começo de 2023, a Boliviana tinha três desses jatos na frota, mas dois foram enviados em novembro para o deserto de Marana, na Califórnia, enquanto o último Boeing 767 teria sido aposentado logo em seguida, como se chegou a divulgar.

Mas como um “fantasma”, o jato CP-2881 continuou voando pela empresa aérea. Nesta terça-feira, 5, o 767-300ER pousou em Miami oriundo de Santa Cruz de La Sierra no voo OB766.

Pelos registros de voo do FlightRadar, a aeronave tem revezado com o Airbus A330-200 na rota. Em tese, o 767 de matrícula CP-2881 deverá voltar para a Bolívia na quarta-feira no voo OB767.

O primeiro A330-200 da Boliviana de Aviación chegou ao país neste ano (GB)

Os dois Boeing 767 desativados no mês passado partiram de Santa Cruz, fizeram escala em Tucson, no Arizona, antes de pousar em Marana, o que sugere que o CP-2881 deverá fazer o mesmo caminho, mas quando ainda não está claro.

A Boliviana de Aviación pode estar aguardando a ativação do A330-200 de matrícula CP-3214, o terceiro do tipo recebido pela empresa.

Siga o AIRWAY nas redes: Facebook | LinkedIn | Youtube | Instagram | Twitter

A aeronave estava armazenada na Holanda desde o começo de 2023 e voou para Cochabamba em 20 de novembro.

Desde então está parada na cidade boliviana, possivelmente nos preparos finais antes de assumir o serviço e dar o merecido descanso ao Boeing 767-300.

Total
0
Shares
Previous Post

Marinha dos EUA retira do mar o jato P-8A Poseidon que ultrapassou limites da pista no Havaí

Next Post

Dois únicos Airbus A350 da Azul não têm mais voos programados a partir de 23 de janeiro

Related Posts
Total
0
Share