Azul inicia venda de passagens para Paris

Voos para a capital francesa serão realizados três vezes por semana pela companhia Aigle Azur a partir de 5 de julho
A Aigle Azur opera somente com aeronaves da Airbus – na imagem um dos A330 com a nova pintura da empresa (Aigle Azur)
Os voos entre Viracopos e Orly serão realizados por jatos A330 da empresa francesa Aigle Azur (Divulgação)

A Azul iniciou nessa segunda-feira (7) a venda de passagens para Paris em parceria com a companhia aérea francesa Aigle Azur, que será responsável pela execução dos voos. As operações serão realizadas três vezes por semana a partir de 5 de julho entre os aeroportos de Viracopos, em Campinas (SP), e Orly, o terminal aéreo mais próximo do centro parisiense.

A Azul e a Aigle Azur possuem um acordo de codeshare que permite as empresas comercializar os bilhetes em seus respectivos canais de vendas. A parceria também prevê a emissão de um único cartão de embarque e despacho de bagagem até o destino final. Os voos serão operados em jatos Airbus A330 da empresa francesa, que contam com as classes Business, Economy Confort e Economy.

“Estamos muito entusiasmados com essa operação, que certamente será um sucesso. Agora, mais brasileiros terão a oportunidade de conhecer uma das cidades mais famosas do mundo, além de conectar de forma singular quem chega ao Brasil por meio de Campinas a mais de 100 destinos. Com certeza, este é um grande marco no crescimento de Viracopos, nosso principal hub. Nossos clientes TudoAzul e da nossa operadora de turismo Azul Viagens, também passam a contar com esse destino”, diz Abhi Shah, vice-presidente de Receitas da Azul.

A partir do dia 7 de setembro, a empresa passa a operar com quatro frequências semanais, às terças, quintas, sextas e domingos.

Confira abaixo, os horários das operações:

 

Veja mais: Boeing 777 supera o 747 e se tornar o widebody mais popular do mundo

Total
0
Shares
Previous Post
A Rio 2016 também marcou a estreia do novo cargueiro C-767, de transporte logístico (FAB)

FAB abre licitação para comprar Boeing 767

Next Post
A Boeing planeja testar a tecnologia dos controles autônomos no jato 787 a partir de 2019 (Divulgação)

Autoridade de aviação dos EUA limita ainda mais voos longos do Boeing 787

Related Posts