Azul investirá US$ 1 bilhão em 220 “táxis voadores” da alemã Lilium

Acordo prevê implantação de rede de aeronaves eVTOL Lilium Jet no Brasil a partir de 2025 e é o primeiro de uma grande companhia aérea no país
O Lilium Jet em montagem sobre o Rio de Janeiro (Lilium)

A Azul Linhas Aéreas se transformou na primeira companhia aérea brasileira a investir numa rede de aeronaves eVTOL. A empresa fechou um acordo com a startup alemã Lilium para investir US$ 1 bilhão na aquisição de 220 unidades do Lilium Jet, um modelo para sete passageiros.

As duas empresas anunciaram o estabelecimento de uma rede de operações dos serviços de “táxi voadores”no Brasil e que deverá começar a funcionar em 2025.

“A Azul trouxe viagens aéreas convenientes e acessíveis para mercados carentes nas Américas e isso os torna um parceiro ideal para Lilium. Estamos entusiasmados em trabalhar com a equipe experiente da Azul para implantar uma rede eVTOL de marca conjunta no Brasil”, afirmou Daniel Wiegand, co-fundador e CEO da Lilium.

“A Azul é a maior companhia aérea doméstica do Brasil em termos de cidades atendidas e partidas diárias. Assim como fizemos no mercado doméstico brasileiro nos últimos 13 anos, estamos ansiosos para novamente, agora com a Lilium Jet, trabalhar para criar um mercado totalmente novo nos próximos anos”, disse John Rodgerson, CEO da Azul.

A base do acordo, que ainda depende de acertos comerciais entre os dois grupos, estipula que a Azul faria a operação e manutenção do Lilium Jets enquanto a empresa alemã teria como missão monitorar as condições das aeronaves bem como fornecer baterias e outros componentes de reposição.

A entrada em serviço em 2025, planejada pela Lilium, depende ainda dos processos de certificação da aeronave e desse tipo de operação.

O Lilium Jet se difere de outros modelos de Mobilidade Urbana Aérea (UAM em inglês) por ser equipado com 36 mini fans carenados movidos por energia elétrica.

Eles ficam distribuídos pelas porção superior das asas e canards Segundo a Lilium, o eVTOL pode levar seis passageiros mais um piloto a uma velocidade de 280 km/h e altitude de 3.000 metros.

O Lilium Jet pode voar por distâncias de até 250 km, mais reserva. A aeronave está passando pelo certificação junto à FAA e a EASA, com expectativa de homologação em 2024.

Total
158
Shares
Previous Post

Primeiro tiltrotor AW609 de produção será concluído até o final do ano

Next Post

LATAM voará para 49 destinos nacionais até o final do ano

Related Posts