Boeing 737 “gigante”, versão MAX 10 pode ser cancelada

Afirmação partiu do CEO da Boeing, que tenta pressionar o Congresso nos EUA a estender o prazo de certificação da aeronave
O Boeing 737 MAX 10 fez seu voo inaugural em 19 de junho de 2021 (Boeing)

Maior versão do Boeing 737 nos mais de 50 anos de história da aeronave, o modelo MAX 10 pode ser abandonado. A afirmação partiu do CEO da fabricante, Dave Calhoun, em entrevista ao Aviation Week, na qual ele sugeriu que está disposto a cancelar o programa que soma mais de 650 pedidos, inclusive da companhia brasileira Gol Linhas Aéreas.

De acordo com o executivo, o programa 737 MAX 10 pode ser cancelado caso o modelo não alcance o prazo de certificação estabelecido pela agência de aviação civil dos EUA, o FAA, que se encerra em dezembro deste ano.

Passado esse período, a aeronave deverá ser homologada de acordo com a nova legislação da autoridade americana, que criou novos requisitos de certificação em 2020, após os dois acidentes fatais com o 737 MAX 8 que deixaram 346 mortos. As novas regras, que incluem a exigência de um novo sistema de alerta para os pilotos, entrarão em vigor em 2023.

“É um risco que estou disposto a correr. Se eu perder a luta, perco a luta”, disse Calhoun. “Se você passar pelas coisas pelas quais passamos, as dívidas que tivemos que acumular, nossa capacidade de responder ou a vontade de ver as coisas mesmo em um mundo sem o (737 MAX) 10 não é tão ameaçador.”

Embora o CEO da Boeing apresente uma postura despreocupada, cancelar o projeto MAX deixaria a fabricante sem um concorrente viável contra o Airbus A321neo e suas versões de longo alcance, que somam milhares de pedidos.

A declaração de Calhoun, no entanto, pode ser interpretada como uma tentativa da Boeing em pressionar o Congresso em Washington para estender o prazo de certificação da aeronave. “Acho que nosso caso é persuasivo o suficiente”, para obter a extensão necessária, disse o executivo.

737 gigante

A Boeing decidiu lançar o 737 MAX 10 após ser pressionada a oferecer uma aeronave com capacidade mais próxima do Airbus A321neo. Com 43,8 metros de comprimento e 35,9 m de envergadura, o maior 737 pode transportar de 188 a 230 passageiros e tem peso máximo de decolagem de 92.000 kg. O programa foi anunciado no Paris Air Show de 2017 e o primeiro voo da aeronave ocorreu em 19 de junho de 2021.

A tarefa de construir um 737 com esse tamanho não foi simples. Como possui uma altura do solo pequena, o jato precisou de uma solução engenhosa para não tocar a parte traseira da fuselagem durante a decolagem.

Sistema telescópico deve solucionar problema de altura do 737 MAX 10

A Boeing introduziu um trem de pouso telescópico, que mantém sua altura padrão enquanto está estacionado nos portões de embarque. Ao alinhar na pista, no entanto, o 737 MAX 10 cresce alguns centímetros.

A fabricante garante que o MAX 10 é o jato de corredor único mais econômico do mercado, com consumo de combustível 20% menor que a geração anterior. Resta saber se o novo jato conseguirá chegar ao mercado.

Total
23
Shares
Previous Post

FAB coloca à venda 20 aeronaves desativadas

Next Post

Primeira cliente do tilt-rotor AW609 realiza voo de demonstração

Related Posts
Total
23
Share