Boeing 737 MAX 10 da United Airlines voa pela primeira vez, mas distante da certificação

Terceira aeronave já fabricada do modelo realizou voo inaugural em 18 de novembro e será usado nos voos de teste junto aos dois primeiros protótipos
Primeiro 737 MAX 10 da United Airlines (Boeing)

O início dos voos comerciais do 737 MAX 10, maior versão já desenvolvida do jato, só deve ocorrer em 2024, mas a Boeing resolveu antecipar o futuro ao pintar uma aeronave do modelo com as cores da United Airlines.

Com a matrícula N6055X, este 737 MAX 10 realizou seu voo inaugural na sexta-feira, 18 de novembro. Ele é o terceiro avião concluído até aqui e se juntará aos dois protótipos que participaram do programa de testes visando sua certificação.

A United Airlines é uma das maiores clientes da variante MAX 10, com capacidade para até 230 passageiros. Em junho de 2021, a transportadora dos EUA fechou um pedido de 150 aeronaves do modelo, além de outros 50 aviões da versão MAX 8.

Apesar do gesto de otimismo da Boeing, o 737 MAX 10 corre sério risco de ter sua aprovação postergada pela FAA, a agência de aviação civil dos EUA. O motivo é uma nova legislação de segurança que exige que novas aeronaves comerciais sejam equipadas com um alerta diferente para os tripulantes entrará em vigor a partir de 28 de dezembro.

Boeing 737 MAX 7
O 737 MAX 7 também corre o risco de atrasar ainda mais (Steve Lynes/Wikimedia Commons)

Tanto o 737 MAX 7, o menor da família, quanto o MAX 10 se encontram com os programas de certificação atrasados e vão estourar o prazo para não atender aos novos requisitos.

Se uma exceção não for aprovada pelo Congresso dos EUA, a Boeing terá de reprojetar ambos para receber o novo sistema, o que deve atrasar o desenvolvimento em vários meses. Além disso, fará com que os dois novos aviões tenham equipamentos diferentes do MAX 8 e MAX 9, já em serviço.

Talvez o 737 MAX 10 da United Airlines possa ser uma visão comum apenas nos arredores da Boeing no estado de Washington por algum tempo.

Total
0
Shares
Previous Post

Caça europeu de 6ª geração deve seguir em frente após acerto entre sócios

Next Post

Após visitar Japão, Embraer E195-E2 ‘Tech Lion’ passa pelo Vietnã e chega à Índia

Related Posts
Total
0
Share