Boeing e Embraer lançam site conjunto sobre a parceria

Página traz informações e notícias sobre a negociação de joint venture entre as empresas
O acordo entre Boeing e Embraer deve ser concluído nos primeiros meses de 2020 (Airway)
Boeing e Embraer: gigante aeroespacial a caminho? (Montagem sobre divulgação)

A Embraer e a Boeing lançaram em conjunto na última sexta-feira (14) um website especial explicando detalhes sobre o plano das duas companhias de criar uma nova empresa (joint venture). A página, batizada de “Voando Juntas”, as empresas apresentam informações sobre as operações que possuem em seus países de origem, dados comerciais e notícias sobre a negociação.

As duas fabricantes anunciaram o plano de parceria em dezembro de 2017. Já em julho deste ano, as empresas apresentaram uma proposta mais completa, com intuito de criar uma terceira empresa de aviação comercial com 80% de controle da Boeing e os 20% restante da Embraer.

Como citado na página, Boeing e Embraer afirmam que o acordo proposto “cria a mais importante parceria aeroespacial do mundo”. Combinando somente os produtos de aviação comercial das duas empresas chega-se a um total de 20 aeronaves diferentes (do pequeno Embraer E170 ao gigante Boeing 747) que atendem os segmentos com capacidades de 70 a mais de 500 passageiros.

O site ainda aponta os benefícios que a parceria entre Boeing e Embraer podem resultar, como aumentos de investimentos em pesquisas e a chance de atuar no mercado de maneira mais efetiva.

Juntas, Boeing e Embraer contam com 20 modelos de aviões comerciais (Divulgação)
Juntas, Boeing e Embraer contam com 20 modelos de aviões comerciais (Divulgação)

A criação da joint venture entre Boeing e Embraer ainda depende da aprovação do governo brasileiro, que detém ações especiais com poder de veto em decisões estratégicas, as chamadas “Golden Shares”. A decisão final, porém, deve ser aprovada somente após o início de mandato do próximo presidente eleito no Brasil.

Veja mais: Primeiro Boeing 777 é doado a museu nos EUA

Total
0
Shares
0 0 votes
Article Rating
4 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Antonio Carlos
Antonio Carlos
3 anos atrás

Conluio entre Boing/Airbus, duopólio assassinando o desenvolvimento dos concorrentes, o capitalismo faliu em 2008 por causa dos oligopólios, é por isso que o capitalismo nunca da certo, por certo o atual presidente da Embraer já recebeu propina, assim como nossos politicos e midia prostituta brasileira, a USA trata o Brasil como um país de pretos e índios atrasados

Tetsuo Shimura
Tetsuo Shimura
3 anos atrás

Antonio Carlos você prova alguma coisa?????

ルボエジミルソン
ルボエジミルソン
3 anos atrás

KKKKKKKKKKKKKKKKKKKK, sim o capitalismo faliu… o comunismo é que deu certo, o socialismo sim que é uma beleza, acabou com a miseria e a pobreza em todos os paises que o praticam… por isso não existem mais pobres, na venezuela, na coreia do norte, na china, (ricos so os amigos do partidão), … é isso ai. em 2.018, e ainda existem otarios com esse pensamento, por isso que o lulladrao ainda ta em alta.

Sergio
Sergio
3 anos atrás

Se um grupo chinês quisesse comprar a divisão comercial da Boeing, será que o governo americano deixaria?

Previous Post

Copa Airlines apresenta seu primeiro Boeing 737 MAX 9

Next Post
O primeiro A380 da ANA voou para a fábrica da Airbus em Hamburgo, onde será finalizado (Airbus)

Primeiro A380 da companhia ANA realiza voo inaugural

Related Posts