O Apache, fabricado nos EUA, é um dos helicópteros mais avançados do mundo (US Army)

O Apache, fabricado nos EUA, é um dos helicópteros mais avançados do mundo (US Army)

A Boeing entregou recentemente o helicóptero de ataque AH-64 Apache número 2.500, um modelo da série E para o Exército dos EUA (US Army), produzido na planta da empresa em Mesa, no estado norte-americano do Arizona.

O primeiro AH-64 de produção, um Apache modelo A, saiu da linha de montagem em 30 de setembro de 1983 e o primeiro aparelho foi entregue ao US Army em janeiro de 1984. O projeto original do helicóptero foi concebido pela Hughes Helicopters, empresa que posteriormente foi adquirida pela McDonnel Douglas, depois absorvida pela Boeing.

“O Apache construiu um legado impressionante de sucesso e está bem posicionado para trazer tecnologias e capacidades relevantes que as forças de defesa exigem hoje e no futuro”, disse Kathleen Jolivette, vice-presidente de programas helicópteros de ataque da Boeing e executiva sênior da fábrica em Mesa.

Selecionado por forças armadas de 15 países, o Apache já foi testado em combate no Iraque, Afeganistão, Líbano e nos Bálcãs, atuando como um notável destruidor de tanques e veículos blindados. É também um helicóptero de altíssimo desempenho, capaz de voar a velocidade máxima de 365 km/h. O modelo é equipado com duas turbinas General Electric, cada uma com quase 2.000 cavalos de potência.

O helicóptero Apache está caminhando para entrar na quinta geração (Boeing)

Poder de fogo devastador: Apache armado com oito mísseis Hellfire e dois casulos de foguetes (Boeing)

A principal arma do AH-64 é o míssil AGM-114 Hellfire (podendo carregar até 16 artefatos), com orientação a laser. Além disso, também possui um canhão de 30 mm e pode receber casulos de foguetes, para ataque ou como marcador de alvos para bombardeiros, ou até mísseis ar-ar AIM-9 Sidewinder, o que também o torna Apache um “caçador” de helicópteros e aviões.

O AH-64 é o helicóptero de ataque mais caro da atualidade: a versão E é avaliada em cerca de US$ 35,5 milhões. Como mostra o elevado número de aparelhos fabricados pela Boeing, o alto preço do Apache não parece assustar sua clientela, que segue crescendo e investindo pesado da aeronave.

Veja mais: Conheça os helicópteros mais letais do mundo