Boeing lança nova geração do 737 cargueiro

Conversão baseada no 737 Next Generation permite o embarque de 23 toneladas de carga
O Boeing 737 BCF pode transportar quase 24 toneladas de carga (Boeing)
O Boeing 737 BCF pode transportar quase 24 toneladas de carga (Boeing)
A porta de carga é um dos principais itens da conversão do 737-800BCF (Boeing)
A porta de carga é um dos principais itens da conversão do 737-800BCF (Boeing)

A Boeing apresentou nesta quarta-feira (24) a nova geração do 737 convertido para o transporte de carga. A versão é baseada no modelo 737-800 Next Generation, a linha atual do jato que em breve será substituído pela série 737 MAX. Segundo a fabricante, o aparelho, designado 737-800BCF (Boeing Converted Freighters), já tem 55 encomendas de sete clientes, entre pedidos firmes (já pagos) e intenções de compra.

No entanto, não são aviões “zero km”. O que a Boeing oferece é um novo pacote de conversão para aeronaves que atualmente transportam passageiros. Nesse processo, todos os assentos e equipamentos da cabine são retirados e substituídos por esteiras de pallets para cargas. Outro item importante na modicação é a instalação de uma porta de carga no lado esquerdo da fuselagem, para o embarque de grandes volumes.

“Enquanto a recuperação do mercado global de carga tem sido lento, vemos a demanda por cargueiros menores, como o 737-800 BCF. Esse avião é ideial para o transporte de carga expressa em rotas domésticas”, disse Stan Deal, vice-presidente sênior da divisão de aviação comercial da Boeing.

De acordo com a fabricante, o 737-800BCF transporta até 23,9 toneladas métricas de carga e tem autonomia para 3.690 km. O interior convertido tem 141,5 metros cúbicos de espaço. O primeiro modelo tem previsão de entrega para o quarto trimestre de 2017: a companhia chinesa YTO Airlines será o cliente do novo Boeing cargueiro.

“Nos próximos 20 anos, a Boeing prevê uma demanda para 1.000 cargueiros convertidos do tamanho do 737, com as transportadoras de carga aérea doméstica da China respondendo por quase um terço do total do mercado”, completou o executivo da Boeing.

As conversão serão realizadas em instalações da Boeing localizadas perto das regiões com demanda, como o centro de manutenção da empresa norte-americana em Xangai, na China. Além do piloto e co-piloto, o novo 737 de carga também pode transportar mais dois passageiros.

Veja mais: Modern Logistic terá a maior frota de aviões de carga do Brasil

Total
0
Shares
Previous Post
Cada jatinho Embraer Phenom 300 custa cerca de US$ 8,7 milhões (Embraer)

Phenom 300 é o jato executivo mais entregue pelo terceiro ano

Next Post
O Boeing 757 executivo da expedição: volta ao mundo em 24 dias (foto: Lucio Daou)

Volta ao mundo em primeira classe

Related Posts