Boeing não consegue retomar entregas do 787 Dreamliner

Fabricante tentou convencer a FAA, agência de aviação civil dos EUA, a simplificar inspeções de qualidade no widebody. Expectativa é que aeronaves só sejam liberadas no final de outubro, na melhor das hipóteses
O Boeing 787: problemas sem fim (Mika Stetsovski)

A Boeing não deve voltar a entregar jatos 787 novos até pelo menos o final de outubro, afirmou o The Wall Street Journal, citando fontes.

O widebody teve a última entrega realizada em junho, para a Turkish Airlines. Desde então, a empresa se vê às voltas com novas exigências da FAA, a agência de aviação civil dos EUA, que realiza inspeções de qualidade na produção da aeronave.

Segundo relatos do WSJ, a Boeing realizou uma reunião com a FAA em 2 de agosto, quando tentou convencer a agência a implementar um procedimento de checagem mais rápido e menos detalhado. No entanto, a autoridade discordou.

Os 787 Dreamliner tem apresentado diversos problemas de fabricação, seja com a moldagem das peças em composite, seja pela fiação elétrica, entre outros.

Com a queda na demanda de widebodies, a Boeing concentrou a produção do 787 na Carolina do Sul, esvaziando a unidade de Everett. E é justamente a nova fábrica, que possui mão de obra mais barata, onde tem ocorrido a maior parte dos problemas.

Fábrica do Boeing 787 em North Charleston
Fábrica do Boeing 787 na Carolina do Sul (Boeing)

A fabricante tem recebido reclamações de clientes como a empresa de leasing Avolon e a American Airlines, que teriam pedido o cancelamento de seus contratos sem o pagamento de multas.

Em 2021, a Boeing entregou apenas 14 jatos 787, das variantes 787-8 e 787-9. O maior Dreamliner, o 787-10, não é entregue desde outubro de 2020. No ano passado, o jato teve ao todo 53 unidades enviadas ao clientes.

Total
11
Shares
Previous Post

Primeiro jato comercial MC-21 deve ser entregue no 2º semestre de 2022

Next Post

Marinha do Paquistão incorpora o primeiro Embraer Lineage 1000, que será avião de patrulhamento marítimo

Related Posts