Bombardeiro nuclear B-21 Raider já está ‘passeando’ pelas pistas da fábrica antes de voo inaugural

Força Aérea dos EUA deverá transferir aeronave invisível aos radares da Northrop Grumman para a Base Aérea de Edwards, onde será executado o programa de testes antes da entrada em serviço
O B-21 visto por outro ângulo (NG)

O bombardeiro “stealth” de 6ª geração B-21 Raider deu sequência ao seu programa de desenvolvimento ao realizar os primeiros testes de taxiamento na Planta 42, em Palmdale, Califórnia, onde é fabricado pela Northrop Grumman.

A informação foi confirmada por um porta-voz da USAF a alguns sites no exterior.“Posso confirmar que o B-21 está realizando atividades de táxi terrestre. Testes rigorosos são uma etapa crítica no programa de testes de voo do B-21”, disse o oficial.

“Testes extensivos avaliam sistemas, componentes e funcionalidades. Estes testes permitem-nos mitigar riscos, optimizar o design e aumentar a eficácia operacional”, acrescentou o porta-voz da Força Aérea.

O B-21 foi apresentado há quase um ano, mas só foi mostrado ao ar livre em setembro. Em meados do ano a Notrthrop Grumman e a USAF afirmaram que haviam ligado os motores do bombardeiro pela primeira vez, outro marco no programa.

O plano é que o Raider realize o voo inaugural até o final do ano após vários adiamentos. A Força Aérea, no entanto, tem deixado claro que o cronograma pode ser modificado à medida que avaliações de segurança mostrem ser necessários aprimoramentos ou correções.

O B-21 Raider é visto na pista de Palmdale pela primeira vez em um ângulo traseiro (u/Mug_of_Fire)

Após os primeiros voos, a aeronave de teste do B-21 se deslocará até a Base Aérea de Edwards, onde o programa de desenvolvimento terá sequência.

A Northrop Grumman tem outros cinco bombardeiros em estágios diferentes de produção. O volume de aeronaves exato que a Força Aérea pretende encomendar ainda não está claro.

Siga o AIRWAY nas redes: Facebook | LinkedIn | Youtube | Instagram | Twitter

Comenta-se em pelo menos 100 B-21 que substituirão 43 B-1B Lancer e duas dezenas de B-2 Spirit, o primeiro bombardeiro furtivo do mundo.

O B-21 será o principal vetor de armas nucleares da USAF, complementado pelo B-52 modernizado com novo motores e aviônicos.

A Northrop Grumman tem alguns B-21 em produção nos EUA (USAF)

Total
0
Shares
1 comment
  1. O B-52 ainda pode assistir, em plena atividade, voando, a aposentadoria do B21 e a chegada do primeiro bombardeiro de sétima geração.

Comments are closed.

Previous Post

Nova regional da Lufthansa tem estreia marcada enquanto escolhe entre o Embraer E2 e o A220

Next Post

Gol e Air France-KLM estendem acordo de parceria comercial por mais 10 anos

Related Posts
Total
0
Share