Ciborgue com asas: Boeing Loyal Wingman completa primeiro voo

Aeronave não tripulada é projetada pela divisão da Boeing na Austrália com ajuda da Phantom Works
Loyal Wingman
O Loyal Wingman será uma espécie de “ajudante” dos caças tripulados (Boeing)

A Boeing Austrália e Força Aérea Real da Austrália (RAAF, na sigla em inglês) concluíram com sucesso recentemente o primeiro voo de teste da aeronave não tripulada Loyal Wingman. O ensaio foi realizado a partir da base aérea da RAAF em Woomera, no sul da Austrália, sob a supervisão de um piloto que monitorou o aparelho de uma estação de controle em solo.

O Loyal Wingman é a primeira aeronave militar projetada e fabricada da Austrália em mais de 50 anos. O aparelho é desenvolvido pela Boeing Airpower Teaming System, sediada na Austrália, com ajuda da divisão Phantom Works, especializada em projetos avançados.

“O primeiro voo do Loyal Wingman é um passo importante neste projeto significativo de longo prazo para a Força Aérea e a Boeing Austrália, e estamos entusiasmados por fazer parte desse teste bem-sucedido”, disse a Vice-Marechal da RAAF, Cath Roberts. “O projeto Loyal Wingman é um pioneiro na integração de sistemas autônomos e inteligência artificial para criar equipes homem-máquina inteligentes.”

De acordo com a Boeing, o Loyal Wingman (“Parceiro Leal”, em tradução livre) será capaz de voar de forma independente graças a inteligência artificial ou controlado por uma aeronave tripulada. Ele poderá ser utilizado em missões de inteligência, patrulhamento, reconhecimento e guerra eletrônica acompanhando caças tripulados. A fabricante, no entanto, ainda não confirmou se o drone terá capacidade de combate.

Maquete em tamanho real do Loyal Wingman: aparelho foi projetado em três anos (Boeing)

Um dos aspecto mais interessante da aeronave é o fato dela ter sido projetada para ser oferecida para forças aliadas e não necessariamente para o próprio Estados Unidos. “Esta aeronave é um esforço histórico para a Boeing. Além de ser desenvolvido fora dos Estados Unidos, ele também é projetado para que nossos clientes globais possam integrar o conteúdo local para atender aos requisitos específicos de cada país” disse Marc Allen, presidente da Boeing International.

Veja mais: Conheça os jatos de combate que já voaram com a FAB

Total
29
Shares
Previous Post
A Indonésia é outro país equipado com os avançados Su-30 (Divulgação)

Pequenos países com grandes forças aéreas

Next Post

Saudia planeja nova encomenda de 70 aviões da Airbus e Boeing

Related Posts