Pequenos países com grandes forças aéreas

Tamanho do território ou condições econômicas não impedem países pequenos ou pobres de montarem grandes frotas de aeronaves de ataque modernas
A Indonésia é outro país equipado com os avançados Su-30 (Divulgação)
A Indonésia é outro país equipado com os avançados Su-30 (Divulgação)

O Brasil faz fronteira com 10 países e ainda tem uma costa litorânea com 7.408 km de extensão. É um território enorme, com regiões ricas em recursos naturais ainda inexploradas e valiosos poços de petróleo no mar, tesouros nacionais que precisam ser vigiados de perto.

Apesar de uma série de desavenças políticas e territoriais na América Latina, o Brasil felizmente não está envolvido em nenhuma e por isso não há nenhuma ameaça externa que possa comprometer o nosso território. Por conta dessa vizinhança, a Força Aérea Brasileira (FAB) adotou um perfil mais adequado a defesa do que ataque, dispondo de meios eficientes de vigilância e equipamentos de ataque com capacidade regular.

Considerando apenas aeronaves de interceptação e abate, o Brasil está armado atualmente com caças supersônicos F-5 modernizados pela Embraer, aviões de ataque AMX e os Super Tucanos, que em breve terão a companhia dos novos Saab Gripen E/F. Combinada, a força nacional tem atualmente a disposição cerca de 200 aviões para defender os mais de 8,5 milhões de km² de território, além de ameaças vindo pelo mar.

Se houvesse vizinho hostis, talvez a FAB teria mais caças e de tecnologia superior, capazes não só de defender como também de lançar ataques em outros territórios. Diferentemente do Brasil, com sua enorme extensão territorial e econômica, existem países menores ou mais pobres com forças aéreas melhores equipadas, seja por necessidade de defesa ou para afastar potenciais ameaças.

Conheça a seguir alguns dos principais países, que mesmo pequenos ou em condições econômicas desfavoráveis, possuem grandes forças de ataque e defesa aérea:

Kuwait

Um dos menores países do Oriente Médio, o Kuwait divide fronteiras com a Arábia Saudita e o Iraque, que em 1990 invadiu a pequena nação que detém a sexta maior reserva de petróleo do planeta.

Com essa enorme riqueza distribuída em meros 17.818 km², a nação árabe teve de aprender a se defender. Atualmente, a frota das “Forças Armadas do Kuwait” conta com 34 caças F/A-18C e 16 helicópteros de ataque AH-64D Apache, ambos fornecidos pelos EUA.

O Kuwait conta com a cobertura aérea de modernos caças Boeing F/A-18 (Divulgação)
O Kuwait conta com a cobertura aérea de modernos caças Boeing F/A-18 (Divulgação)

Mesmo com uma força já considerável, o Kuwait vai se reforçar ainda mais nos próximos anos. O país tem uma encomenda por 28 caças Eurofighter Typhoon, considerado uma das aeronaves militares mais avançados da atualidade.

“Amigo” da Arábia Saudita, do Irã e atualmente também do Iraque, o Kuwait vive tempos de paz, mas se mantém atento as ameaças de grupos terroristas, especialmente o Estado Islâmico, ao qual declarou estado guerra e promete combater.

Após a primeira Guerra do Golfo, o Kuwait trocou seus antigos caças Mirage F-1 e A-4 Skyhawk pelos F/A-18, mais modernos e equipados com armas de longo alcance. Os A-4, que foram utilizados da campanha de defesa e reconquista no país, portanto “veteranos de guerra”, foram comprados pela Marinha brasileira em 1998 e adaptados para operarem em porta-aviões.

Continua na próxima página:

Total
173
Shares
4 1 vote
Article Rating
12 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
CARLOS CARVALHO
6 anos atrás

estao certos defendo contra invasao americanas

Julio Cordeiro
Julio Cordeiro
6 anos atrás

24 SU-30´s não fariam cócegas à USAF – só um porta-aviões dá cabo disso, sem contar a capacidade dos aviadores…mas não há com o que se preocupar, temor por uma “invasão estadunidense” é delírio de ditador com baixa popularidade tentando de tudo pra aparecer…

Valdemir Cruz
Valdemir Cruz
6 anos atrás

Prezado JULIO CORDEIRO, concordo plenamente com sua resposta.

Lins
Lins
6 anos atrás

Concordo contigo, Julio. Isso é paranoia de ditador cucaracho.

Márcio Lira
Márcio Lira
6 anos atrás

E mais, os SU-30 sem manutenção na Venezuela não servem para nada além de propaganda.

André Luís
André Luís
5 anos atrás

A Venezuela não tem realmente condições para manter nada disso em funcionamento, além da manutenção dos caças russos ser cara, não tem abundância de peças facilmente adquiríveis.

Toni Cavalcante
Toni Cavalcante
5 anos atrás

Diria que o título deveria ser: Pequenos países com grandes caças, por que o conceito de “”grande força aérea vai muito além de caças, passando por complexidade de controle de tráfego aéreo; quantidade de aeroportos; aviões radar; caças, quantidade de batalhões e efetivo humano; tecnologia de ponta; programas de desenvolvimento científico e tecnológico; aviões de patrulha marítima; aviões de combate a incêndio; helicópteros de resgate; aviões reabastecedores; aviões cargueiros; radares; satélite militar; helicópteros de ataque; helicópteros SAR; helicópteros de transporte; vants; indústria de aviação militar (avião e helicóptero) no próprio país; indústria de mísseis, bombas e munição no próprio país; capacidade de mantenimento das aeronaves e economia forte para aguentar o tranco de uma guerra.

Roberto Endo
Roberto Endo
4 anos atrás

Esqueceu o Japão com sua força de “Defesa”
94 x Mitsubishi F-2 (baseado no F-16)
71 x F-4 Phantom II
154 x F-15J Eagle
4 x E-767

Rafael
Rafael
4 anos atrás

Apenas para corrigir, se necessário, que na foto exibindo o caça da Coreia do Norte mostra um MIG 29 e não um Sukhoi Su-30.

Cley Fabiano
Cley Fabiano
4 anos atrás

O avião apresentado como sendo SU-30 norte coreano na verdade é um MiG-29; os norte coreanos possuem algumas unidades dessas maquinas, mas nem o número nem o estado de manutenção são conhecidos.

Elias José .
Elias José .
4 anos atrás

Estou de pleno acordo com você Tom Cavalcante, uma força não se mede apenas pela quantidade de armas que essa força possui, tem que se levar em consideração a qualidade do equipamento ,se quem vai operar esta bem treinado se tem uma boa manutenção e uma logística a altura pra que tudo
funcione harmoniosamente .

Marcio Roberto
9 meses atrás

Gostei das postagens e salvei seu link aqui nos Favoritos!
Quero te convidar para conhecer meu blog também…
Pesquisa no google por ‘TrafegoPago . Blog . Br’ (tudo
junto) lá eu posto várias dicas sobre Marketing Digital. E
com certeza você poderá conseguir centenas de novos
visitantes reais seguindo nossas orientações! E se eu puder
te ajudar de alguma outra forma adicional, entra em
contato comigo pelo email.

Previous Post
KF-X

KF-X: primeiro caça projetado na Coreia do Sul está quase pronto

Next Post
Loyal Wingman

Ciborgue com asas: Boeing Loyal Wingman completa primeiro voo

Related Posts