Com estreia internacional do E195-E2, Azul voltará a voar para o Uruguai

Companhia aérea anunciou a retomada das rotas para Montevidéu a partir de 10 de novembro e Punta Del Este em 20 de dezembro. Jato da Embraer será usado na rota Campinas-Punta no final do ano
Embraer E195-E2 da Azul (Alexandro Dias/CC)

A Azul confirmou nesta quinta-feira (9) a volta dos voos entre o Brasil e Uruguai, marcando também a retomada da malha sul-americana da companhia aérea. Além do anúncio dos voos para Montevidéu e Punta Del Este, a empresa também revelou que colocará o novo jato da Embraer E195-E2 em suas primeiras rotas internacionais.

As vendas de bilhetes para esses destinos a partir de Porto Alegre e Campinas tiveram início nesta semana, mas os voos só serão retomados a partir de 10 de novembro. O primeiro destino será a capital uruguaia a partir do Rio Grande do Sul com quatro frequências semanais.

No dia 20 de dezembro, o voo Porto Alegre-Montevidéu passará a ser diário enquanto a Azul também reativará a rota partindo do Aeroporto Salgado Filho e Punta del Este, com três voos semanais. Interessante observar que a companhia tornará esse voo sazonal em regular a partir de 30 de janeiro do ano que vem, porém, com duas frequências semanais.

Os voos a partir de Viracopos serão reiniciados perto do Natal. Em 23 de dezembro, a Azul passará a realizar dois voos semanais para o balnéario de Punta del Este e que estão previstos até pelo menos 30 de janeiro de 2022.

São esses dois voos que marcarão a estreia do jato E195-E2 em rotas internacionais da Azul. A maior aeronave comercial já fabricada pela Embraer, com 136 assentos, até então tem realizado apenas voos domésticos na empresa. Atualmente, a companhia é a maior operadora mundial da versão, com nove unidades.

“Montevidéu e Punta del Este representam a nossa retomada ao mercado internacional da América do Sul, que é sempre muito buscado por clientes de todas as regiões do país, especialmente do Rio Grande do Sul“, explicou Vitor Silva, gerente de Planejamento de Malha da Azul.

A Azul também operava para a Argentina e tem planos de estrear no Chile.

Total
112
Shares
Previous Post

Índia dá luz verde para aquisição de 56 turboélices Airbus C295

Next Post

LATAM solicita mais prazo para apresentar plano de reorganização nos EUA

Related Posts