Condor escolhe o A330-900neo para substituir seus Boeing 767

Companhia aérea alemã fechou acordo com a Airbus para aquisição de sete A330neo, além de anunciar o leasing de outras nove aeronaves
A330neo da Condor (Airbus)

A Condor e a Airbus celebraram um acordo de aquisição de sete jatos A330-900neo nesta quinta-feira, 29. As aeronaves widebody serão entregues a partir de 2022 e substituirão os Boeing 767-300 atualmente em uso.

A companhia aérea alemã também confirmou a intenção de alugar outros nove A330neo, mas não detalhou o plano nem a empresa de leasing com a qual negocia.

Segundo a Airbus, a Condor utilizará o novo jato na malha internacional que inclui destinos nas Américas, África, Caribe e Ásia.

“Estamos orgulhosos de ser a cliente lançadora alemã do A330neo. Graças à tecnologia mais recente e à máxima eficiência da aeronave, decolaremos com nosso novo avião a partir do outono de 2022 com consumo de combustível de apenas 2,1 litros por passageiro por 100 quilômetros”, comemorou o CEO da Condor, Ralf Teckentrup.

“Ao operar as aeronaves A320 e A330neo em conjunto, a companhia aérea se beneficiará de toda a economia em comum que esses dois produtos premium oferecem, com a flexibilidade incorporada para atender aos mercados novos e existentes com aeronaves do tamanho certo e eficiência certa”, disse Christian Scherer, Diretor Comercial da Airbus.

A Condor opera atualmente 15 jatos Boeing 767-300 (N509FZ)

Crise da Thomas Cook

A Condor possui atualmente uma frota de 50 aeronaves, incluindo 15 Boeing 767-300, 13 Boeing 757-200 e 22 jatos da família A320.

Fundada em 1955, a Condor chegou a ter como acionista a Lufthansa, mas a partir dos anos 2000 a empresa britânica Thomas Cook passou a adquirir ações da companhia.

Em 2013, a Condor foi unida com outras companhias aéreas do grupo Thomas Cook. No entanto, em 2019, a gigante de turismo britânica entrou em colapso, fazendo com que a Condor suspendesse rotas para vários destinos, incluindo o Brasil, onde era bastante popular no Nordeste.

Com a ajuda financeira do governo alemão, a Condor manteve sua operação e neste ano teve 51% das suas ações assumidas pela Attestor Capital, que se comprometeu a investir na modernização da sua frota.

Total
39
Shares
0 0 votes
Article Rating
1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Ediberto Santiago
Ediberto Santiago
4 meses atrás

Espero ver a Condor novamente em breve aqui em Fortaleza.

Previous Post
Cada modelo Sukhoi Superjet 100 custa cerca de US$ 35 milhões (Sukhoi)

UAC estuda lançar jatos MC-21 e SSJ100 cargueiros

Next Post

Governo britânico investe quase R$ 1,8 bilhão em projeto de novo caça

Related Posts