Contrato do ‘People Mover’ do Aeroporto de Guarulhos será assinado em setembro, diz governo

Ação faz parte do “Setembro Ferroviário”, pacote de projetos que o Ministério da Infraestrutura promete colocar em prática neste mês
Concepção artística mostra o People Mover em frente ao Terminal 3 de Guarulhos (AeroGRU)

O esperado “People Mover” que fará a ligação entre os três terminais do Aeroporto de Guarulhos e a linha de trens da CPTM terá o aditivo contratual assinado ainda em setembro. A promessa faz parte do pacote “Setembro Ferroviário”, anunciado pelo ministro da Infraestrutura Tarcísio de Freitas.

Em ocasição anterior, Tarcísio afirmou que as obras da linha de 2,6 km serão iniciadas em janeiro de 2022 e concluídas até dezembro de 2023. Com o sistema pronto, será possível chegar ao terminais utilizando a rede de trens e metrô de São Paulo sem a necessidade de uso dos ônibus oferecidos pela concessionária GRU Airport.

A implantação do People Mover foi prometida pela GRU há quase 10 anos, mas não saiu do papel por falta de recursos. Em 2019, o governo estadual e o federal anunciaram a retomada do projeto com previsão de conclusão em 2021.

No entanto, um impasse entre a ANAC e a GRU Airport quanto ao fornecedor do sistema de trens prolongou a definição do aditivo contratual que permitirá sua implantação. O governo federal havia aceitado abrir mão de parte da outorga devida pela concessionária para viabilizar o projeto.

Vídeo do Ministério da Infraestrutura anuncia assinatura do contrato do People Mover

A GRU Airport fez uma consulta ao mercado para receber propostas em que um grupo brasileiro, o AeroGRU, se mostrou o mais em conta. A concessionária, entretanto, demonstrou temores quanto à viabilidade desse sistema, semelhante ao que funciona no Aeroporto Salgado Filho e que é movido por uma espécie de “vela”.

Para a GRU, a proposta da empresa austríaca Doppelmayr seria mais confiável já que ela tem vasta experiência nesse tipo de equipamento. Porém, o consórcio GRU Connecta pediu um valor muito mais alto, o que foi vetado pelo governo.

A solução surgiu em junho quando a ANAC decidiu preparar uma minuta de aditivo limitando os valores a serem gastos na construção e operação, baseados na oferta da AeroGRU. É esse ‘contrato’ que é citado pelo Ministério da Infraestrutura como prestes a ser assinado.

Aeromóvel de Porto Alegre: ligação de aeroportos com linhas ferroviárias é raridade no Brasil

Raridade no Brasil

A ligação dos aeroportos aos sistemas de transporte sobre trilhos é bastante incomum no Brasil. Os poucos terminais que oferecem essa comodidade são o Santos Dumont, com um ponto de VLT, o Aeroporto dos Guararapes, em Recife, conectado a uma passarela ao metrô, e o Salgado Filho, cujo Aeromovel faz a ligação com os trens da Trensurb.

Além de Guarulhos, também o Aeroporto de Congonhas deverá ganhar uma estação próxima, mas nesse caso de metrô, a Linha 17-Ouro do monotrilho, cuja previsão de entrega é de 2022.

Total
44
Shares
0 0 votes
Article Rating
1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Dario Lemos
Dario Lemos
2 meses atrás

Dois anos para tão somente 2600 metros? Quanta “eficiência” !

Previous Post

E190-E2 da Helvetic faz estreia no Aeroporto London City

Next Post

Primeiro A220-300 da Iraqi Airways é revelado

Related Posts