E190-E2 da Helvetic faz estreia no Aeroporto London City

Aeronave da Embraer realizou voo da Swiss entre Londres e Zurique, restabelecendo a conectividade entre o Reino Unido e a Suíça
O E190-E2 da Helvetic decola do London City (Embraer)

O jato E190-E2 marcou sua estreia no Aeroporto London City na quinta-feira (2) ao realizar um voo entre Zurique e a capital britânica. A aeronave de nova geração da Embraer foi recentemente certificada para operar no restrito aeroporto central de Londres.

A aeronave em questão pertence à Helvetic Airways, mas prestando serviço em nome da Swiss. A companhia já voava para o London City mas com o E190 de primeira geração.

O novo avião, no entanto, é 20% mais econômico e 63% silencioso que seu antecessor, além de transportar mais passageiros. No voo de estreia haviam 110 pessoas a bordo, incluindo jornalistas convidados.

“Receber a Swiss/Helvetic de volta ao London City e com a mais nova aeronave certificada para operar no aeroporto, o E190-E2 da Embraer, é um marco significativo para o London City. Isso demonstra como estamos colaborando com fabricantes e companhias aéreas para trazer aeronaves com baixo nível de emissões e baixo ruído ao nosso aeroporto”, disse Alison FitzGerald, Diretor de Operações do LCY (código do London City).

Operar um jato no aeroporto mais central de Londres não é algo corriqueiro. Por conta da pista curta, com apenas 1.508 metros, e as restrições impostas pela legislação a fim de reduzir o impacto sonoro para os habitantes da região, as aeronaves precisam realizar aproximações mais íngremes com ângulos de descida de até 5,5 graus.

O E190-E2 e ao fundo Canary Wharf, novo centro financeiro de Londres (Embraer)

‘Aeroporto da Embraer’

O London City já operou diversos modelos de turboélices e jatos regionais como o BAe 146 e os CRJ canadenses, mas há vários anos os aviões da Embraer dominam os voos no aeroporto.

Segundo a fabricante, quase 90% de todos os pousos e decolagens são feitos por jatos brasileiros.

O London City fica a menos de 5 km de Canary Wharf, novo centro empresarial de Londres, e cerca de 10 km da ‘City’, a tradicional área financeira, por isso é preferido pelos executivos, assim como Congonhas e Santos Dumont no Brasil.

Total
37
Shares
Previous Post

Primeiro protótipo do jato comercial CR929 começou a ser fabricado, diz China

Next Post

Contrato do ‘People Mover’ do Aeroporto de Guarulhos será assinado em setembro, diz governo

Related Posts