DeLorean prepara retorno com carro voador

Projeto DR-7 da DeLorean Aerospace pode se tornar realidade em 15 anos
O carro voador da DeLorean é proposto com motorização elétrica e comandos automáticos (DeLorean Aerospace)
O carro voador da DeLorean é proposto com motorização elétrica e comandos automáticos (DeLorean Aerospace)
O carro voador da DeLorean é proposto com motorização elétrica e comandos automáticos (DeLorean Aerospace)
O carro voador da DeLorean é proposto com motorização elétrica e comandos automáticos (DeLorean Aerospace)

“Estradas? Para onde estamos indo não precisamos de estradas”, diz Doc Brown, antes de acelerar com seu DeLorean rumo ao futuro. A fala do cientista maluco do filme “De Volta para o Futuro” hoje soa como uma profecia diante do novo projeto da DeLorean Aerospace, empresa fundada em 2012 por Paul DeLorean, sobrinho de John DeLorean, criador do icônico DMC-12 que ficou famoso no cinema ao ser transformado em máquina do tempo.

Agora na vida real, o próximo carro com o nome DeLorean será um “veículo de transporte aéreo pessoal de decolagem e aterrissagem verticais” (VTOL), categoria que o resto do mundo chama de “carro voador”. A companhia chama o projeto de DR-7.

Projetado para transportar duas pessoas, o novo DeLorean é proposto com motorização totalmente elétrica e controles automáticos, o que segundo a companhia permitirá que ele possa ser utilizado por qualquer pessoa sem a necessidade de uma licença especial.

O carro voador com design futurista mede seis metros de comprimento por 5,6 de largura. Para caber em garagens convencionais, as asas poderão ser dobradas. Já os propulsores são dois fans com bases giratórias, que ficam na posição horizontal para a decolagem e aterrissagem e mudam para a posição vertical na fase de voo sustentado.

Para caber na garagem, as asas do DR-7 dobram (DeLorean Aerospace)
Para caber na garagem, as asas do DR-7 dobram (DeLorean Aerospace)

A DeLorean Aerospace já construiu dois modelos do DR-7 em escala reduzida. O primeiro, com apenas 30 centímetros de comprimento, foi desenvolvido para as primeiras avaliações de viabilidade. O segundo, com um terço do tamanho da versão final, foi um modelo para certificações de engenharia.

“Estamos avançando para um protótipo em escala real e pilotado, com espaço para dois ocupantes, e projetado para operar, totalmente elétrico, com autonomia de 195 km”, afirmou Paul DeLorean, em entrevista à revista Wired.

O desempenho sugerido pela DeLorean é dos mais otimistas para esse tipo de veículo e supera o de conceitos de empresas consagradas, como o projeto Vahana da Airbus, cuja autonomia será de aproximadamente 80 km.

A DeLorean teve um breve período de fama da década de 1980, mais pelo filme Back to the Future do que pelo carro (Divulgação)
A DeLorean teve um breve período de fama nos anos 1980, mais pelo filme Back to the Future do que pelo carro, que nunca foi uma unanimidade em questões de qualidade e desempenho (Divulgação)

A empresa pretende completar o protótipo voador de tamanho completo dentro de um ano. De acordo com a companhia, o modelo radiocontrolado será testado em uma área no deserto da Califórnia.

O projeto, no entanto, ainda levará um bom tempo para se tornar realidade, se fato for concretizado. Especialistas acreditam que o carro voador da DeLorean pode chegar ao mercado no prazo de cinco a 15 anos.

Veja mais: Aviões comerciais sem piloto devem surgir na próxima década

Total
0
Shares
Previous Post
Sem a necessidades de pilotos, companhias aéreas vão reduzir os custos com treinamentos (Paramount Pictures)

Aviões comerciais sem pilotos podem surgir na próxima década

Next Post
Rafael Luiz Canossa

Azul anuncia voos de Belo Horizonte e Belém com destino aos Estados Unidos

Related Posts