Egito pode ser próximo a adquirir caças F-15 Eagle

Venda de caças Boeing F-15 ao país após fracasso de acordo pelo Su-35 deve ser aprovada pelo Congresso nos EUA em breve
O F-15 está em serviço em outros cinco países, além dos EUA: Arábia Saudita, Israel, Japão e Coreia do Sul (USAF)

Comandante das forças militares dos Estados Unidos no Oriente Médio, o general Frank McKenzie declarou durante uma sessão do Senado em Washington DC na última terça-feira (15) que o governo Joe Biden deve aprovar em breve a venda de caças F-15 Eagle à força aérea do Egito.

“No caso do Egito, acho que temos boas notícias, pois forneceremos os F-15, o que foi um trabalho longo e difícil”, disse McKenzie aos senadores. Se a negociação for confirmada, os egípcios terão acesso a um novo caça pesado para substituir o acordo que previa a aquisição de jatos russos Sukhoi Su-35, que por pressão dos EUA está paralisado desde o ano passado.

A imprensa americana questiona que a venda de caças F-15 ao Egito pode gerar desavenças no Capitólio sobre a continuidade do envio de armas para Cairo. O país no Norte da África é acusado pela comunidade internacional de violações contra os direitos humanos.

O general McKenzie não forneceu mais detalhes sobre o possível acordo, tais como a quantidade de aeronaves ou qual versão do jato seria fornecida aos egípcios. “Por uma questão de política, o Departamento não comenta ou confirma as vendas propostas de defesa até que tenham sido formalmente notificadas ao Congresso”, disse um porta-voz do Departamento de Estado.

O anúncio de McKenzie ocorre poucos dias depois de o Senado ter discutido uma venda de 12 aviões de carga C-130J Super Hercules por US$ 2,2 bilhões ao Egito. Na semana passada, os senadores rejeitaram um pedido do senador republicano Rand Paul para bloquear a negociação das aeronaves. Os defensores do acordo contestaram a ação alegando que vender aviões cargueiros não é o mesmo que vender armas.

Sukhoi Su-35: Egito pretendia receber o caça russo (UAC)

A despeito dessas tensões, o Egito continua sendo um importante aliado dos EUA na região do Oriente Médio e fornece apoio aos militares americanos, incluindo a passagens de embarcações militares pelo Canal de Suez e acesso ao seu espaço aéreo. As forças armadas dos dois países também realizam com frequência exercícios militares.

Se de fato for confirmada, a venda dos F-15 ao Egito será um avanço notável para a força aérea do país, que opera uma ampla variedade de caças fornecidos por diferentes países. A frota egípcia tem a disposição os jatos Lockheed Martin F-16, Dassault Rafale e Mirage 2000 e RAC MiG-29.

Total
7
Shares
Previous Post

Grupo Textron assume controle da Pipistrel, fabricante de aviões elétricos da Eslovênia

Next Post

Delta Air Lines e Boeing perto de acordo para 100 jatos 737 MAX

Related Posts
Total
7
Share