Embraer KC-390 testa abertura de portas em voo

Sistema vai permitir o lançamento de tropas e materiais militares com paraquedas
Uma das tantas funções do KC-390 será o lançamento de cargas pela porta traseira (Embraer)
Uma das tantas funções do KC-390 será o lançamento de cargas pela porta traseira (Embraer)
Uma das tantas funções do KC-390 será o lançamento de cargas pela porta traseira (Embraer)
Uma das tantas funções do KC-390 será o lançamento de cargas pela porta traseira (Embraer)

A Embraer completou nessa quinta-feira (28) mais uma etapa do programa de testes do cargueiro militar KC-390. Desta vez, o maior avião já fabricado no Brasil abriu suas portas em pleno voo. Essa capacidade vai permitir a aeronave lançar de paraquedas tropas, materiais de apoio e até veículos de combate.

O teste consistiu em abrir a porta e rampa traseira, que possui um interessante sistema de abertura em duas partes. A Embraer também abriu em durante o voo a porta lateral do KC-390: essa é a escotilha por onde os soldados paraquedistas vão saltar.

O lançamento de cargas e tropas será apenas uma das tantas tarefas do KC-390. O aparelho também será aplicado como transporte logístico, com capacidade para transportar até 27 toneladas de carga, transporte de tropas (até 80 soldados equipados), combate a incêndios florestais, reabastecimento aéreo de caças, entre outras tarefas.

O KC-390 está sendo projetado para substituir os atuais cargueiros C-130 Hércules da Força Aérea Brasileira (FAB) e a previsão é que a certificação aconteça no segundo semestre de 2017. Já as primeiras entregas devem começar a partir de 2018. Confira o teste no vídeo abaixo:

Veja mais: Presidente Dilma conhece em Brasília o Embraer KC-390

Total
0
Shares
4 comments
  1. Eu que fiz! Se não fosse eu e o Lula, a Embraer não seria o que é hoje e, provavelmente, já estaria nas mãos dos especuladores estrangeiros que não respeitam os Direitos Trabalhistas e querem o regresso do avanço social. Traidores!!!

  2. Engenheiro Mecanico pela Unicamp e há mais de 30 anos nos EUA.
    Aqui, qualquer avanço científico- tecnológico é divulgado amplamente nos meios de comunicação.
    No Brasil, a mídia e “empresários” menosprezam nossos esforços e realizações próprios.
    Complexo de vira-lata ou, simplesmente lógica mercantilista q vê mais lucros em copiarem ou pagarem royalties á tecnologia de multinacionais?
    Mentalidade colonizada, não é mesmo?

  3. comentário para “Dilma Vana” a embraer opera na bolsa de valores assim como tantas empresas aeroespacial pelo mundo e parte dela foi vendida para os estrangeiros em forma de açoes e outra fora um projeto logo dos militares não do Senhor Lula que ao contrario acabaria pois tinha medo dos militares

Comments are closed.

Previous Post
A Marinha usou como alvo a corveta Frontin, já desativada e preparada para o exercício (Marinha do Brasil)

Marinha afunda corveta desativada em teste com mísseis

Next Post
Em quatro horas, o avião pode ser preparado e enviado para qualquer parte do mundo (T2 Aviation)

Boeing 727 é convertido para limpar manchas de óleo no mar

Related Posts