Eve chega a 1.735 pedidos de seu eVTOL e terá ações na Bolsa de NY

Subsidiária da Embraer voltada à Mobilidade Urbana Aérea (UAM) se juntará à Zanite Acquisition Corp para criar a Eve Holding, com um patrimônio de US$ 2,9 bilhões
eVTOL da Eve: ações da empresa serão negociadas na Bolsa de Valores de Nova York (Embraer)

A Eve, startup criada pela Embraer para explocar o mercado de Mobilidade Urbana Aérea (UAM), realizou anúncios em série nesta terça-feira (21), o mais significativo deles, envolvendo o acordo com a Zanite Acquisition Corp, que juntas darão origem a Eve Holding, empresa que será listada na Bolsa de Valores de Nova York em 2022.

A fusão entre elas envolve investimentos de US$ 237 milhões por parte da Zanite, além de US$ 302 milhões em recursos da Embraer. A maior parte desse montante será usado para desenvolver a aeronave elétrica eVTOL, que já possui 1.735 pedidos por meio de Cartas de Intenção.

Trata-se de um número bastante impressionante e que, se medido em cifras, atinge a marca US$ 5 bilhões, incluindo novas parcerias anunciadas de forma simultânea pela empresa brasileira.

Duas dessas clientes são parte do mesmo grupo, que controla as regionais SkyWest e Republic Airways. Elas fecharam acordos com a Eve que somam 300 aeronaves, reforçando a relação de longa data com a Embraer, por conta da operação dos E-Jets nos EUA.

Outra americana, a Azorra, dedicada ao leasing de aviões, assinou uma Carta de Intenção para 200 unidades do eVTOL.

O acordo mais surpreendente, no entanto, foi feito com a BAE Systems. A gigante aeroespacial britânica e a Embraer Defesa e Segurança anunciaram planos para um estudo conjunto para explorar o potencial do eVTOL no mercado de defesa.

A Embraer assinou novos acordos de parceria pelo seu eVTOL

Os múltiplos anúncios da Embraer fizeram as ações da empresa dispararem nas bolsas de Nova York e Sao Paulo.

“Acreditamos que o mercado de mobilidade aérea urbana tem um enorme potencial de expansão nos próximos anos com base em uma proposta de transporte eficiente e com zero emissões, e que com essa combinação de negócios, a Eve estará muito bem-posicionada para se tornar um dos principais players neste segmento”, disse Francisco Gomes Neto, CEO da Embraer.

“A equipe da Zanite está extremamente orgulhosa com a parceria com a Eve e a Embraer nesta transação. Depois de uma extensa busca, selecionamos a Eve por causa de seu projeto de eVTOL, simples e certificável, sua abordagem eficiente em termos de capital para operações de frota e presença global da Embraer, que acreditamos que irão permitir que a Eve não apenas alcance a certificação do tipo de veículo, mas também possa escalar sua produção, suporte e operações globais”, disse Kenn Ricci, Co-CEO da Zanite e Diretor da Directional Aviation Capital.

Andre Stein, atual CEO da Eve, passará a dividir o comando da Eve Holding com Jerry DeMuro, que deixou a BAE Systems para se juntar ao time da Embraer.

Total
1
Shares
Previous Post

Qatar Airways entra com processo judicial contra Airbus

Next Post

UPS encomenda mais 19 Boeing 767 cargueiros

Related Posts