A força aérea filipina encomendou seis Super Tucano no final de 2017 por cerca de R$ 546 milhões (PAF)

Após uma viagem de quase um mês e com passagens por nove países, quatro das seis aeronaves de ataque leve A-29 Super Tucano da Embraer encomendadas pelo governo das Filipinas finalmente chegaram ao país. Os aviões pousaram na base aérea de Clark, em Angeles City, no sábado (19).

O porta-voz do Departamento de Defesa Nacional das Filipinas, Arsenio Andolong, informou que os outros dois aviões ainda estão em Nova Deli, aguardando a liberação e seguirão voando para o país nas próximas semanas.

As aeronaves deixaram a fábrica da Embraer em Gavião Peixoto (SP) no dia 29 de agosto e foram conduzidas até Angeles City por pilotos da empresa brasileira. A longa viagem exigiu paradas de reabastecimento nas Ilhas Canárias, Portugal, Malta, Egito, Bangladesh, Emirados Árabes Unidos, Índia, Tailância e Vietnã antes de pousar nas Filipinas.

Andolong disse que os pilotos da Embraer treinarão os oficiais Força Aérea Filipina (PAF) para voar no Super Tucano por dois meses como parte do acordo do Comitê de Inspeção Técnica e Aceitação.

A entrega dos A-29 filipinos estava programa para o final de julho, mas em virtude da pandemia da COVID-19 e as restrições de viagens, o envio dos aviões foi postergado.

A força aérea filipina encomendou os aviões militares da Embraer no final de 2017. Segundo a Philippine News Agency, o contrato para a compra das seis aeronaves vale 4,9 bilhões de pesos filipinos, o equivalente a R$ 546 milhões.

Os Super Tucano vão integrar a 15° “Asa de Ataque” da PAF, atuando ao lado dos veteranos Rockwell OV-10 “Bronco” em missões de ataque, reconhecimento, apoio aéreo aproximado e treinamento de pilotos.

Andolong descreveu os A-29 como sendo “um substituto muito necessário para os antigos aviões de apoio aéreo aproximado do PAF”, acrescentando que “sua versatilidade de missão e capacidade para transportar uma variedade de munições será muito útil no campo”.

Com quase 300 unidades produzidas desde 2003, o Super Tucano é o avião militar brasileiro mais bem sucedido no mercado internacional. A aeronave da Embraer já foi exportada para 13 países em três continentes e tem uma longa ficha de combate.

A força aérea do Afeganistão é um dos operadores mais ativos do Super Tucano (USAF)

Veja mais: Plano estratégico da Marinha inclui novo porta-aviões, caças e drones