Força Aérea dos EUA mostra o B-21 com novo layout

Bombardeiro stealth ganha nova interpretação artística, com janelas de formato peculiar. Aeronave da Northrop Grumman deverá voar pela primeira vez em 2022
A nova ilustração do B-21 Raider: estilo um pouco diferente (USAF)

A Força Aérea dos EUA (USAF) divulgou uma nova imagem ilustrativa do Northrop Grumman B-21 Raider, bombardeiro estratégico stealth (furtivo) que está sendo desenvolvido em instalações militares no estado da Califórnia.

A ilustração, no entanto, mostra uma aeronave com diferenças visuais de outras projeções artísticas divulgadas anteriormente. Em vez de janelas retangulares frontais, o B-21 aparece com um formato triangular, além de inéditas janelas laterais diagonais.

A USAF fez questão de frisar que a retratação “é a interpretação de um artista do projeto do B-21” como os anteriores. De fato, o primeiro esboço, que mostra o bombardeiro de cima, sugere que os vidros frontais poderiam ter o formato da nova imagem (veja abaixo).

As novas janelas à esquerda e o B-21 retratado em ilustrações anteriores (USAF)

As três ilustrações, por outro lado, reafirmam o formato de asa voadora assim como as entradas de ar superiores bem próximas à cabine de comando.

“O programa B-21 continua a executar a fase de Desenvolvimento de Engenharia e Fabricação e está focado em dimensionar a infraestrutura de fabricação e capacidade em toda a base de fornecimento industrial para se preparar para uma produção inicial de baixa escala. Uma revisão crítica de projeto conduzida em 2018 concluiu que a aeronave tem uma design maduro e estável,” disse o comunicado da Força Aérea.

Projetado pela mesma fabricante do B-2 Spirit, primeiro bombardeiro stealth do mundo, o B-21deverá entrar em serviço em meados da década de 2020.

Em 22 de novembro de 1998, a USAF apresentou o B-2 ao público em Palmade, onde o B-21 está sendo construído (USAF)

Duas aeronaves de testes estão sendo concluídas nas instalações da USAF em Palmdale, a chamada “Planta 42”. A expectativa é que o B-21 Raider realize seu voo inaugural em 2022 e então seja levado até a Base Aérea de Edwards para início da fase de ensaios de voo.

O novo bombardeiro estratégico substituirá o B-1B e o B-21, mas contará com a companhia do B-52, que está prestes a passar por um processo de modernização que o manterá em serviço até 2050.

Total
97
Shares
Previous Post

Turboélice Dornier 328 será plataforma para motor a hidrogênio

Next Post

Jato MC-21-310 ganha pintura e chega à Moscou para seguir com testes

Related Posts