O Boeing 757-200 "Trump Force One" é a estrela na frota de aeronave das Organizações Trump (Tomás Del Coro)

O Boeing 757-200 “Trump Force One” é a estrela na frota de aeronave das Organizações Trump (Tomás Del Coro)

Perto de deixar a Casa Branca, Donald Trump também vai perder a regalia de voar no Boeing 747 presidencial “Air Force One”, entre outras aeronaves de transporte oficial dos EUA, além da usual escolta e o aparato que acompanha as viagens de presidentes da nação mais poderosa do mundo.

Todavia, o “quase ex-presidente” dos EUA não ficará a pé, ou sem asas. O empresário norte-americano tem a disposição uma luxuosa e eficiente frota de aeronaves. Todos os aparelhos são devidamente caracterizados com o nome Trump e cores chamativas, uma das marcas do magnata dos negócios americanos.

“Trump Force One”

A estrela da frota é o Boeing 757-200 com matrícula “N757AF”. A aeronave tem capacidade para receber 43 passageiros em variados ambientes, incluindo um “quarto de visitas” e uma suíte completa. A pedido de Donald, diversas partes no interior da aeronave têm acabamentos de ouro.

Donald Trump a bordo do Boeing 757

Donald Trump a bordo de seu Boeing 757-200, o “Trump Force One” (Redes sociais de Donald Trump)

No website das Organizações Trump, responsável pelas operações da frota do empresário, a aeronave é descrita como “a joia da coroa na ‘Trump Fleet’ é o Boeing 757 customizado, um dos jatos particulares mais famosos do mundo. O 757 foi totalmente customizado e possui assentos de couro italiano, detalhes em ouro de 24 quilates, dois quartos privativos, três banheiros, salas de jantar e conferências e um amplo sistema de entretenimento que rivaliza com qualquer teatro privado.”

Durante a campanha de Donald em 2016, o 757 ganhou o apelido informal de “Trump Force One”. A aeronave ainda serviu de cenário em diversos comícios do republicano na corrida presidencial contra Hillary Clinton, que acabou derrotada no pleito.

Com quase 5.000 km de alcance, o 757 foi uma importante ferramenta na campanha do republicano, transportando o candidato por diversos estados nos EUA. A aeronave também é utilizada pela família de Donald e executivos de suas organizações em viagens domésticas e internacionais.

(Tomás Del Coro)

O jato foi construído pela Boeing em 1991 e entregue originalmente à companhia aérea Sterling Airlines, da Dinamarca e, posteriormente, em 1993, foi operada pela TAESA do México. Em 1995, o aparelho foi comprado pelo grupo empresarial de Paul Allen (1953-2018), co-fundador da Microsoft entre outros empreendimentos, e convertido para transporte VIP.

A aeronave passou para o nome do 45º presidente dos EUA em 2011. O jato foi construído pela Boeing em 1991 e entregue originalmente à companhia aérea Sterling Airlines, da Dinamarca e, posteriormente, em 1993, foi operada pela TAESA do México. Em 1995, o aparelho foi comprado pelo grupo empresarial de Paul Allen (1953-2018), co-fundador da Microsoft entre outros empreendimentos, que posteriormente o revendeu para as Organizações Trump.

Boeing 727 - Donald Trump

O trijato fabricado em 1968 operou na Trump Shuttle, a aventura fracassada de Donald na aviação comercial, e em 1997 foi repassado para o grupo Trump e modificado para transporte executivo (Eddie Maloney)

O 757 atualmente com quase 30 anos de uso foi o substituto de um antigo Boeing 727 da “Trump Fleet”, aposentado em 2011. O antigo trijato particular de Donald podia embarcar 24 passageiros e contava com uma suíte, sala de jantar e conferências e vários banheiros.

O “foguete” de Trump

Outro jato gerido pelas organizações o empresário e político, o “Trump Cessna Citation” é outro importante meio de locomoção da família de Donald e executivos de seu grupo empresarial.

A página sobre os empreendimentos do magnata cita o aparelho como um “jato de alta velocidade frequentemente referido como um ‘foguete no céu’, voando a velocidades de até Mach 0,92 (1.136 km/h) e altitudes de até 51.000 pés (15.544 metros). É um dos mais rápidos do mundo e permite a entrada em aeroportos pequenos”.

Cessna Citation 750 das Organizações Trump

(Redes sociais de Donald Trump)

O modelos executivo com matrícula N725DT é um Citation 750 fabricado em 1997. A aeronaves pertencia à Cessna Aircraft, que a revendeu para as organizações do empresário americano em 2013. A cabine do jato é configurada para receber nove ocupantes.

Asas rotativas

Completando a “Trump Fleet”, três helicópteros Sikorsky S-76B oferecem a Donald transporte rápido por grandes centros urbanos. Um desses aparelhos, o “G-TRMP” registrado no Reino Unido, fica baseado na Escócia, onde Donald Trump tem um resort. Os outros aparelhos ficam localizados em Nova York e na Flórida.

Sikorsky S-76

Helicóptero Sikorsky S-76B do grupo Trump sobrevoando Nova York (Redes sociais de Donald Trump)

“Cada helicóptero é equipado com interiores confortáveis de ponta, centros de refrigeração e exibições de mapas ao vivo. O helicóptero pode ser facilmente avistado no céu enquanto está zunindo com seu design exclusivo em preto, branco e vermelho, complementado pelo logotipo da aviação TRUMP no exterior de todas as três aeronaves”, gaba-se o site da The Trump Organization.

Em outubro, um dos helicópteros do grupo Trump foi colocado à venda, o modelo com registro N76DT, fabricado em 1989 e comprado pelo empresário em 2019. De acordo com o jornal New York Times, o modelo é avaliado em cerca de US$ 875 mil.

Nota do editor: Neste momento, a vitória da eleição nos EUA caminha para as mãos de Joe Binden, candidato do Partido Democrata. O texto será atualizado após o resultado do pleito.

Veja mais: Embraer lança edição limitada do Phenom 300E em parceria com a Porsche