JetBlue atravessa acordo da Spirit com a Frontier Airlines

Com oferta 33% mais alta pelas ações da companhia aérea dos aviões amarelos, JetBlue e Spirit vão discutir possível fusão
O primeiro A320 americano será entregue a companhia Spirit Airlines (Airbus)
Airbus A320 da Spirit Airlines

Uma reviravolta na fusão entre a Frontier e a Spirit Airlines nesta semana pode mudar o cenário do transporte aéreo nos EUA. Em 5 de abril, a JetBlue fez uma oferta surpresa pelas ações da Spirit Airlines, com a intenção de pagar US$ 33 por ação, quase 30% mais do que a Frontier havia oferecido.

A aproximação da JetBlue foi celebrada pela cúpula da Spirit, uma low-cost baseada na Flórida e que está em condições financeiras debilitadas. Apesar disso, a Spirit afirmou que irá analisar uma possível proposta da JetBlue, mas dentro dos limites do acordo com a Frontier.

“A Spirit pretende engajar-se em discussões a respeito da proposta da JetBlue, de acordo com os termos do acordo de fusão da companhia com a Frontier”, disse um comunicado da Spirit nesta quinta-feira.

“A Spirit permanece vinculada aos termos do acordo de fusão com a Frontier, e o Conselho da Spirit não determinou que a oferta da JetBlue de fato constitui uma oroposta superior conforme definido no acordo de fusão com a Frontier”, completou.

Um dos A220 da JetBlue (Tampa Airport)

Em fevereiro, a Frontier e a Spirit anunciaram planos de uma fusão avaliada em US$ 6,6 bilhões, com previsão de assinatura de um acordo no segundo semestre de 2022.

A possível fusão daria origem à 5ª maior companhia aérea dos EUA, atrás apenas da Delta, American, United e Southwest, colocando a JetBlue numa situação difícil.

Em termos de frota, a Spirit Airlines possui 176 jatos da família A320 enquanto a Frontier soma 112 aeronaves da Airbus. A JetBlue, por sua vez, opera 214 aeronaves A320 e A321, nove A220 e 60 ERJ-190.

 

Total
4
Shares
Previous Post

Marcos Amaro: “Foco da Alfa Airlines será a aviação regional”

Next Post
O radar do E-3 Sentry pode encontrar aeronaves inimigas a 450 km de distância (USAF)

Força Aérea dos EUA prepara retirada do lendário avião-radar E-3 Sentry

Related Posts
Total
4
Share