Low cost do Caribe é a nova cliente do Boeing 737 MAX 8-200

Arajet, sediada em Santo Domingo, acaba de receber primeiro 737 MAX arrendado e deve implantar malha aérea para destinos nos EUA, Colômbia e Brasil
A Arajet fechou pedido para 20 737 MAX 8-200, de alta densidade (Boeing)

O Boeing 737 MAX conquistou um novo cliente, a low cost dominicana Arajet. A fabricante dos EUA confirmou que a empresa aérea sediada em Santo Domingo, fechou um acordo que inclui 20 pedidos firmes do 737 MAX 8-200, de alta densidade, além de 15 opções de compra.

“Com a eficiência do Boeing 737 MAX e o suporte financeiro e operacional de nossos parceiros da Griffin e Bain Capital, teremos uma base sólida para oferecer voos a preços acessíveis aos viajantes da região”, disse Victor Pacheco Mendez, fundador e diretor executivo da Arajet.

O pedido da Arajet já constava da carteira de pedidos da Boeing desde janeiro, mas como um cliente não identificado.

A companhia aérea também alugou jatos 737 MAX 8 para dar início às operações em breve. O primeiro jato da Arajet foi recebido em 3 de março, alugado da Griffin Global Asset Managemen, e que originalmente deveria ter sido entregue para a Ural Airlines.

A Arajet deverá implantar uma malha de voos focada em atender destinos nos EUA, Brasil e Colômbia, entre outros, informou a Boeing.

A variante MAX 8-200 foi certificada no ano passado e estreou com a Ryanair. Ela é capaz de acomodar 197 passageiros, oito a mais que o MAX 8 padrão e possui janelas de emergência extras para evacuações.

Total
2
Shares
Previous Post
Pilatus PC-24

Amaro Aviation anuncia aquisição de 12 aeronaves Pilatus, incluindo o jato PC-24

Next Post

Companhia aérea da Ucrânia pede ajuda internacional para alugar seus aviões

Related Posts
Total
2
Share