Low-cost Norse Atlantic amplia frota para 15 Boeing 787

Nova companhia aérea de baixo custo da Noruega receberá seis 787-9 da BOC Aviation por meio de leasing a partir de dezembro
A Boeing planeja testar a tecnologia dos controles autônomos no jato 787 a partir de 2019 (Divulgação)
Boeing 787-9 (Divulgação)

A Norse Atlantic Airways, nova companhia aérea internacional de baixo custo da Noruega, anunciou na segunda-feira, 02, um novo acordo de leasing por aeronaves Boeing 787-9 Dreamliner.

A empresa, que já havia feito um contrato para nove desses jatos com a AerCap, agora acertou um novo acordo de leasing com a BOC Aviation para seis aeronaves.

A primeira aeronave será entregue em dezembro em um contrato com prazo de duração de 16 anos. Com os dois acordos, a Norse terá uma frota inicial de 12 widebodies 787-9 e três 787-8, de menor capacidade de passageiros.

“Estamos ansiosos para receber clientes de ambos os lados do Atlântico a bordo dessas aeronaves de última geração assim que a demanda por viagens transatlânticas for retomada”, disse Bjørn Tore Larsen, fundador e CEO da Norse.

Assim como a Norwegian Air, companhia aérea fundada por um dos sócios da Norse, a nova companhia aérea norueguesa planeja operar voos transatlânticos com a aeronave mais moderna da Boeing.

A Norse Atlantic tem aproveitado que os valores de leasing caíram bastante por conta da pandemia, possibilitando acordos mais vantajosos com as empresas de arrendamento.

Bjørn Kjos, ex-CEO da Norwegian Air e um dos sócios da Norse (Divulgação)

A companhia espera estrear seus voos em dezembro e iniciar a venda de bilhetes a partir do final de setembro. Os destinos incluem cidades como Nova York, Miami e Los Angeles na América do Norte, e Oslo, Londres e Paris na Europa.

Vale lembrar que uma estratégia parecida foi tentada pela Norwegian que, a despeito de um início promissor, acabou fracassando por conta das margens de lucro baixas e das diferentes regulações dos mercados onde ela operava.

Um deles foi o Brasil, onde a companhia operou pro algum tempo na rota Londres-Rio de Janeiro. Com a pandemia, no entanto, a Norwegian Air encerrou os voos de longo alcance e devolvou toda a frota alugada de aviões Boeing 787.

Total
16
Shares
Previous Post

LATAM voará para 49 destinos nacionais até o final do ano

Next Post

Bell revela três aeronaves conceituais híbridas de tilt-rotor e propulsão a jato

Related Posts