Chega perto da velocidade do som: o Global 5500 pode voar a velocidade máxima de 1.111 km/h(Bombardier)

A Bombardier entregou na última semana o primeiro exemplar do novo jato executivo Global 5500 a um cliente não revelado. A aeronave é uma versão atualizada do Global 5000 (assim como o Global 6500 é uma evolução do Global 6000) com recursos de cabine mais modernos e desempenho aprimorado. O processo de desenvolvimento do aparelho levou pouco mais de dois anos.

O novo jato VIP da fabricante canadense é equipado com os novos motores Rolls-Royce Pearl 15, de 15.000 libras de empuxo, e tem asas redesenhadas, construídas pela Mitsubishi Heavy Industries, além de um novo conjunto de aviônicos Collins Pro Line Fusion. Mudanças na cabine também elevaram a capacidade da aeronave para até 16 passageiros, três a mais que o Global 5000.

Segundo dados da Bombardier, o Global 5500 tem alcance de 11.000 km – 370 km a mais do que o planejado originalmente –, o suficiente para conectar São Paulo a Paris ou Los Angeles a Moscou em voos diretos. O modelo ainda pode voar próximo da velocidade do som, alcançando até Mach 0.9 (1.111 km/h) – e velocidade de cruzeiro de 934 km/h.

“Esta aeronave espaçosa e eficiente é a melhor ferramenta de negócios, com alcance e acesso para levar nossos clientes com segurança onde eles precisam”, disse David Coleal, presidente da Bombardier Aviation. “A primeira entrega de aeronaves Global 5500 é de particular importância para nossos funcionários em Wichita (nos EUA), que recentemente assumiram o meticuloso trabalho de acabamento de interiores das aeronaves Global 5000 e Global 5500.”

O processo de conclusão da cabine é realizado na fábrica da Bombardier em Whichita, nos EUA (Bombardier)

O processo de finalização de cabines e entregas dos jatos da família Global 5000 foram transferidas de Montreal, no Canadá, para Wichita, no estado norte-americano do Kansas, no ano passado. As aeronaves são montadas na fábrica da Bombardier em Toronto, no Canadá.

A Bombardier diz que sua instalação em Wichita “tem um rica história”, começando com o centro de produção da família Learjet. Ao longo dos anos, a empresa expandiu as operações no local e incluiu funções de serviço e atividades de testes de voo.

A cabine do Global 5500 pode ser configurada para transportar entre 13 e 16 ocupantes (Bombardier)

Em tempos de pandemia do novo coronavírus, a fabricante aproveitou o momento para ressaltar que o Global 5500 está equipado com o sistema “Pũr Air” de purificação de ar. “O avançado filtro HEPA (sigla em inglês para ‘Detenção de Partículas de Alta Eficiência’) do sistema captura até 99,99% de alérgenos, bactérias e vírus e substitui completamente o ar da cabine por 100% de ar fresco em menos de um minuto e meio.”

O novo jato executivo da Bombardier é avaliado em US$ 46 milhões, o equivalente a cerca de R$ 231,3 milhões.

Veja mais: Embraer converte primeiro Legacy 450 em Praetor 500