Marinha do Brasil decide comprar porta-helicópteros do Reino Unido, aponta jornal

Avaliado em R$ 350 milhões, HMS Ocean pode navegar transportando veículos blindados, helicópteros e aviões de decolagem vertical
O HMS Ocean pode receber helicópteros ou então aviões capazes de decolar e pousar na vertical (Divulgação)
O HMS Ocean pode receber helicópteros ou então aviões capazes de decolar e pousar na vertical (Divulgação)
O HMS Ocean pode receber helicópteros ou então aviões capazes de decolar e pousar na vertical (Divulgação)
O HMS Ocean pode receber helicópteros ou então aviões de combate capazes de decolar e pousar na vertical (Divulgação)

A Marinha do Brasil está negociando a aquisição de um novo navio capitânia, o HMS Ocean L12, hoje na fase final de operação com a Marinha do Reino Unido. Segundo reportagem do jornal o Estado de São Paulo, a embarcação britânica, em serviço há 20 anos, será vendida por 84,6 milhões de libras esterlinas, cerca de R$ 350 milhões.

O HMS Ocean é classificado como “navio de ataque anfíbio”, categoria também conhecida como “porta-helicópteros”. A embarcação de 203 metros de comprimento e deslocamento de 21,5 mil toneladas foi projetada para transportar tropas, veículos blindados, helicópteros ou até mesmo aviões VSTOL, capazes de pousar e decolar na vertical no convés do barco, como o casos dos caças Harrier e o F-35.

O aval para a marinha brasileira iniciar a negociação pela embarcação britânica veio do Ministério da Defesa na semana anterior, como apontou primeiramente o site Forças de Defesa. A embarcação está programada para ser descomissionada no Reino Unido em março de 2018. Logo em seguida, oficiais do almirantado brasileiro poderão inspecionar os equipamentos e sistemas do navio antes de sua transferência de comando.

O embarcação britânica pode levar 18 helicópteros para diferentes tarefas. Alguns dos aparelhos que operam atualmente embarcados no HMS Ocean é o helicóptero de ataque AH-65 Apache e o modelo de transporte CH-47 Chinook. Em missões com a OTAN, o navio inglês também já recebeu o convertiplano OV-22 Osprey da Marinha dos Estados Unidos.

O porta-helicópteros também pode ser convertido para realizar missões humanitárias. Recentemente a HMS Ocean foi deslocado para Caribe para transportar mantimentos até as áreas afetadas pelos furacões Irma e Maria.

Um Apache estacionado no convés de voo do HMS Ocean; ao fundo um Chinook se aproxima (Divulgação)
Um Apache estacionado no convés de voo do HMS Ocean; ao fundo um Chinook se aproxima (Divulgação)

Depois de concluídos os tramites de negociação e treinamento de oficiais brasileiros, o navio britânico deve ser declarado operacional pela Marinha do Brasil em 2020. Segundo apuração do site Poder Naval, o navio deve ser batizado como “Rio de Janeiro”.

O último porta-aviões da Marinha do Brasil foi o NAe São Paulo, adquirido no ano 2000, não navegava desde 2014 e foi oficialmente desativado em fevereiro deste ano, após a corporação desistir de reformá-lo, algo que custaria mais de US$ 1 bilhão. Os atuais caças navais do Brasil, os modelos AF-1 (designação da Marinha do Brasil para o veterano A-4 Skyhawk), não podem operar a partir do HMS Ocean, pois dependem de catapultas para decolar e cabos de contenção para o pouso, componentes que o navio britânico não possui.

Ficha de combate

O HMS Ocean fez parte da força de combate britânica deslocada para a Guerra do Iraque, em 2003. A embarcação também já causou um pequeno incidente diplomático em 2002, quando acidentalmente “invadiu” a Espanha ao atracar na praia de San Felipe, depois de seus comandantes confundirem a região com o território britânica de Gibraltar.

Nota do editor: o Airway vem consultando a Marinha do Brasil sobre a aquisição do HMS Ocean desde julho deste ano, mas até o momento não obteve um retorno do departamento de comunicação da corporação.

Veja mais: “Avião-radar” da Embraer ganha sistema de reabastecimento aéreo

Total
0
Shares
0 0 votes
Article Rating
10 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Emerson Cruz
Emerson Cruz
4 anos atrás

Olá Thiago,

Caso venha ocorrer a negociação com o Reino Unido será uma grande aquisição para a nossa combalida marinha!

Trata-se de uma embarcação nova, que passou por uma modernização recentemente e com um preço que é uma verdadeira pechincha! Certamente não virá com os helicópteros mas espero que venha com todos os equipamentos de defesa, tais como os 3 phalanx ciws.

Ivaldo
4 anos atrás

Mais uma lata velha vai sr adquirida pelo Brasil, como ocorreu com o porta aviões São Paulo. Se os ingleses estão desativando e porque já esta no fim da vida util. Quando vamos ter o nosso própio porta aviões novo?

Anderson
Anderson
4 anos atrás

Certamente será uma excelente e assertiva aquisição para a nossa Marinha. Porém, existem outros países interessados e dispostos a elevar o valor para adquirí-lo (Índia).

João
João
4 anos atrás

com 10,259 Nós de Cruzeiro e 17,818 Nós de Velocidade Máxima, se torna um Navio um pouco Lento , se compararmos ao aposentado Porta Avião São Paulo com seus 26,997 Nós , mas nos outros quesitos se torna em uma boa compra pela Marinha do Brasil.

Tetsuo Shimura
Tetsuo Shimura
4 anos atrás

Seria falta de recursos financeiros ou falta de cérebros para que o Brasil passe a produzir navios de verdade. Há algo de muito podre no “reino de Brasília”.

Batman
Batman
4 anos atrás

Qual o tempo de vida útil de um navio como esse? visto que já tem 20 anos.

Pau de Arara
Pau de Arara
4 anos atrás

Brasil, sempre comprando descarte europeu. Nem no regime militar se comprou navios ou aviões novos. Tudo bem que a guerra não é algo que faça parte do dia-a-dia brasileiro, mas é vergonhoso só ficar comprando de segunda mão.

Luiz Alexandre
Luiz Alexandre
4 anos atrás

Mais dinheiro jogado desperdiçado com sucata, com certeza deve ter alguém ganhando com mais alguma negociata, parabéns ao Brasil, porta avões sucata, Sherpa sucata, Guepard sucata e agora porta helicópteros sucata, aproveitem senhores vendam seu ferro velho bem caro que o Brasil compra.

Galvão
4 anos atrás

Parabéns para a nossa Marinha de Guerra,o Porta-helicópteros HMS Ocean é uma grande aquisição e imperdível para o país.Perdemos o Porta-aviões São Paulo e,por consequência,enfraqueceu-se o poder naval brasileiro.O porta-helicópteros aludido é uma bela nave de combate naval e deverá ser muito útil para a guarda da nossa imensa costa brasileira.Sinto-me orgulhoso como brasileiro,pois tenho a noção da responsabilidade da briosa Marinha de Guerra brasileira.Esse navio tem um grande poder bélico e servirá muito aos Fuzileiros Navais brasileiros em suas missões de desembarque,bem como uma longa vida útil.

tiago
tiago
4 anos atrás

Se conseguirmos comprar, será uma das melhores compras de ocasião que já tivemos! https://www.youtube.com/watch?v=4MkYQTIvQYs

Previous Post
A Boom planeja estrear na aviação comercial em meados de 2023 (Divulgação)

Companhia aérea do Japão investe em novo jato comercial supersônico

Next Post

Vídeo dramático mostra avião sendo salvo por paraquedas

Related Posts
Total
0
Share