Microsoft marca lançamento do novo Flight Simulator para 18 de agosto

Mais famoso simulador de voo do mundo retorna ao mercado após 14 anos com a promessa de oferecer um realismo nunca visto
Boeing 747-8 do Flight Simulator: à venda a partir do 18 de agosto (Microsoft)
Boeing 747-8 do Flight Simulator: à venda a partir do 18 de agosto (Microsoft)

Após um longo intervalo de quase 14 anos, a Microsoft lançará uma nova versão do Flight Simulator, o mais famoso simulador de voo da história. Batizado apenas como “Flight Simulator”, mas também chamado de FS2020, o novo software chegará ao mercado no dia 18 de agosto tanto para o Windows 10 como para o console XBox, mas já pode ser reservado pelo site da empresa.

Ele terá três versões disponíveis, Standard Edition por US$ 59,99 (cerca de R$ 320), Deluxe Edition (US$ 89,99) e Premium Deluxe Edition (salgados US$ 119,99). A única diferença entre elas está no pacote de aviões e aeroportos de grande precisão. Na versão mais barata, o jogo vem com 20 aeronaves e 30 aeroportos “feitos à mão” enquanto a Deluxe acrescenta cinco aviões (entre eles o Baron) e outros cinco aeroportos. O pacote mais caro traz no total 40 aeroportos e 30 aviões, o mais chamativo o Boeing 787-10 Dreamliner.

A lista de aeroportos super detalhados inclui o Aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro, um dos três representantes da América do Sul (os outros são o aeroporto de Chagual, no Peru, e o aeroporto internacional de Quito, no Equador).

A seleção de aeronaves do Flight Simulator é dominada por aeronaves de pequeno porte. A Textron Aviation domina a lista com modelos da Cessna e da Beechcraft além de fabricante menos conhecidos como a Diamond Aircraft por exemplo. Entre os aviões mais chamativos estão o Boeing 747-8, o Airbus A320neo e o já citado 787.

A Microsoft promete um nível de realismo nunca visto

Customização

A volta do Flight Simulator, que ocorreu quase por acaso, é mais uma tentativa da Microsoft de voltar a ser a referência no setor. Depois de lançar a edição X em 2004, a empresa acabou desistindo de oferecer o simulador cinco anos mais tarde. O FS, no entanto, seguiu vivo em desenvolvimentos feitos pelos fãs e outras empresas, além de ter sido comprado pela Lockheed Martin em sua versão comercial. A fabricante lançou o Prepar3D (P3D) no mercado e que é uma das opções mais conhecidas para órfãos do velho simulador.

Para dar a volta por cima, a gigante de TI promete um simulador como nunca visto. Veja alguns destaques:

Paisagens vívidas e detalhadas – Mais de 37 mil aeroportos, 1,5 bilhão de edifícios, 2 trilhões de árvores, montanhas, estradas, rios, entre outros.

Mundo vivo – O novo Flight Simulator inclui tráfego ao vivo, clima em tempo real e até animais.

Aeronaves altamente detalhadas – A Microsoft promete que cada aeronave possui cockpits altamente detalhados e precisos com instrumentação realista.

Clima dinâmico – Um novo mecanismo climático permite que os usuários ativem o modo de clima ao vivo para experimentar o clima em tempo real, incluindo velocidade e direção exatas do vento, temperatura, umidade, chuva e mais.

Novo mecanismo que simula o dia e a noite – O voo pode ocorrer a qualquer hora do dia ou do ano, permitindo VFR noturno, regras visuais de voo e navegação.

Modelagem Aerodinâmica – Um algoritmo que lida com 1.000 superfícies de controle por avião permite uma experiência verdadeiramente realista, garante a empresa.

A versão Premium do Flight Simulator custará US$ 120, algo como R$ 650.

Resta saber como a comunidade de fãs receberá a novidade. Em comentários em fóruns, há uma certa desconfiança do público, que considerou o preço pelas versões Deluxe e Premium caras por apenas adicionarem aviões e alguns aeroportos. Um dos participantes criticou o fato de o Cessna 172 ser um dos atrativos da versão Deluxe: “na minha opinião é uma aeronave que deve ser incluída na versão Standard”, afirmou.

Há também preocupação com possíveis e esperados bugs iniciais a ponto de haver quem acredite que o FS só ficará estável em 2021. Mas a grande questão é como ele lidará com os adendos feitos por desenvolvedores de cenários, aviões e aeroportos, além do tráfego aéreo AI (inteligência artificial) que foram responsáveis por aprimorar as versões anteriores. A Microsoft prometeu que irá disponibilizar um kit de desenvolvimento para quem se interessar em customizar seu Flight Simulator. Afinal, contar apenas com o Galeão como aeroporto detalhado é muito pouco.

Veja também: Aeroplane Mode, o simulador de voo para passageiros

Total
76
Shares
4 comments
  1. Sou fã e sempre tive todos os FS.
    Meu hobby preferido são helicópteros.
    Não vejo comentario algum sobre eles.

  2. Alguém sabe com certeza quais são requisitos básico necessários de um bom computador para rodar bem está nova Versão. Já escutei as mais diversas opiniões de configuração de Hardware.

  3. Não achei os preços tão caros, eu tenho Prepar3d e já gastei mais de 1000 reais só com add ons, os requisitos estão no site da Microsoft ou escreva requisitos Microsoft Flight Simulator 2020

Comments are closed.

Previous Post

Boeing e Força Aérea dos EUA assinam acordo histórico para o caça F-15EX

Next Post

Novo gigante: Rússia faz primeiros testes com o sucessor do An-124