Natal vai receber cargueiro Antonov AN-124 nesta quinta-feira

Aeronave passará pela capital do Rio de Grande do Norte para uma parada de reabastecimento
(Bartlomiej Mostek)
(Bartlomiej Mostek)
(Bartlomiej Mostek)
O AN-124 pode carregar até 150 toneladas de cargas (Bartlomiej Mostek)

O segundo maior avião de carga do mundo, Antonov AN-124, fará um pouso para reabastecimento no Aeroporto Internacional Governador Aluízio Alves, em Natal, na noite desta quinta-feira (26). A aeronave com capacidade de carga de até 150 toneladas deve pousar no terminal potiguar às 20h e permanecer duas horas em solo antes de seguir para Dacar, no Senegal.

Segundo a Aeroportos Inframerica, concessionária que administra o aeroporto de Natal, a aeronave é procedente de São José dos Campos (SP). O conteúdo da carga não foi revelado.

O Aeroporto de Natal tem “total capacidade para atender este tipo de aeronave”, garante a Inframerica. Recém-reformada, a pista tem 3.000 metros de extensão e 60 m de largura. O cargueiro da Antonov tem cerca de 73 m de envergadura por 69 m de comprimento.

A concessionária também afirma que infraestrutura do terminal foi desenhada para operar com qualquer tipo de aeronave existente. O aeroporto internacional de Natal possui a maior pista do nordeste brasileiro e uma das poucas do Brasil com este porte.

Essa é a primeira vez que um AN-124 pousa no Aeroporto Internacional Governador Aluízio Alves. A última vez que um aeronave desse tipo esteve na capital potiguar foi em 2010, no Aeroporto Augusto Severo.

Peso não é problema para o Ruslan, que pode levar até 150 toneladas a bordo
O embarque das cargas no AN-124 é realizado por uma porta frontal, acima do cockpit (Divulgação)

Veja mais: Conheça os maiores aviões do mundo

Total
0
Shares
0 0 votes
Article Rating
1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Goytá
Goytá
4 anos atrás

Uma correção: a pista de Natal é a única do Nordeste com 60 metros de largura e portanto com plena capacidade para um Airbus A380 ou An-225, mas não é “a maior do Nordeste” no sentido de ser a mais longa. Há duas pistas mais longas na região, ambas em Pernambuco: a de Recife-Guararapes (3300 m) e a de Petrolina (3250 m). Petrolina inclusive recebe regularmente Boeing 747 cargueiros da Cargolux, levando frutas frescas da região para a Europa.

Previous Post

Com futuro incerto, A380 completa 10 anos na aviação comercial

Next Post
Os voos da Amaszonas entre Campinas e Assunção são operados com o jato canadense Bombardier CRJ 200 (Divulgação)

Viracopos terá voo diário para Assunção, no Paraguai

Related Posts