No aniversário de Putin, Rússia testa novo míssil hipersônico

Míssil anti-navio Tsirkon pode voar a mais de 11.000 km/h e tem alcance de 1.000 km
Míssil hipersônico Tsirkon
(TASS)
Míssil hipersônico Tsirkon
Segundo Putin, o míssil Tsirkon pode passar do 11.000 km/h e tem alcance de 1.000 km (TASS)

A Rússia divulgou nesta quarta-feira (6) que realizou um teste com o novo míssil hipersônico anti-navio Tsirkon. O artefato foi disparado da fragata Almirante Gorshkov na região do Mar de Barents, no Ártico russo, na manhã de terça-feira (5) e atingiu seu alvo com sucesso.

Durante uma conferência on-line, Valery Gerasimov, chefe do Estado-Maior do Exército da Rússia, disse ao presidente Vladimir Putin que está foi a primeira vez que o novo míssil atingiu um alvo no mar a 450 km de distância em cerca de quatro minutos e alcançou uma velocidade de Mach 8 (quase 10.000 km/h) – oito vezes a velocidade do som.

Em resposta a Gerasimov, Putin, que completou 68 anos nesta quarta-feira, elogiou o teste: “Esse é um grande evento não só para a vida das Forças Armadas, mas também para toda a Rússia, para todo o país”. O presidente russo ainda acrescentou que o uso desse novo tipo de armamento “sem dúvida aumentarão as capacidade de defesa” da Rússia.

O teste com o Tsirkon acontece em meio a tensões sobre controle de armas entre a Rússia e os Estados Unidos. O START, último grande pacto sobre a proliferação de armamentos nucleares entre os dois países, expira em fevereiro.

O desenvolvimento do míssil Tsirkon foi revelado por Putin durante um discurso em fevereiro de 2019. Na ocasião, o presidente russo afirmou que o novo armamento é “invencível” e que poderia atingir alvos no mar e em terra com um alcance de 1.000 km e velocidade máxima de Mach 9 (11.110 km/h). O equipamento é projetado para ser disparado a partir de navios e submarinos.

A Rússia é atualmente o país mais avançado em projetos de mísseis hipersônicos e já testou artefatos que podem ser disparados de embarcações e aeronaves, como o novo caça furtivo Sukhoi Su-57.

Veja mais: Projeto brasileiro, Desaer ATL-100 será fabricado em Portugal

Total
1
Shares
0 0 votes
Article Rating
1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Antonio moreira
Antonio moreira
1 ano atrás

O Juízo final se aproxima, tendo em vista as fortes tensões propagadas e a corrida armamentista desenfreada, nos levarão a extinção da humanidade.

Previous Post
Boeing 737 MAX 7

FAA divulga novas regras de treinamento para pilotos do 737 MAX

Next Post
Airbus A400M - Luxemburgo

Airbus entrega cargueiro militar A400M Atlas ao Exército de Luxemburgo

Related Posts
Total
1
Share