Nova aérea Akasa Air encomenda 72 Boeing 737 MAX

Companhia indiana receberá parte dos aviões na versão de alta densidade 737-8-200 e deve estrear em 2022
737 MAX (Boeing)

Após um início morno no Dubai Airshow, a Boeing enfim anunciou um pedido significativo de suas aeronaves comerciais. A startup indiana Akasa Air fechou um acordo com a fabricante dos EUA por 72 jatos 737 MAX.

O pedido inclui também a versão de alta densidade 737-8-200 que estreou neste ano pela Ryanair e é capaz de transportar cerca de 200 passageiros.

A Boeing não revelou quando as entregas serão iniciadas mas a Akasa Air planeja estrear na Índia em 2022. A companhia foi fundada pelo bilionário Rakesh Jhunjhunwala, que é dono da SNV Aviation e considerado uma espécie de “Warren Buffett” local.

Para criar a nova empresa aérea, Jhunjhunwala recrutou executivos da Jet Airways e da IndiGo, atualmente a maior companhia do setor do país.

“Estamos muito satisfeitos com a parceria com a Boeing em nossa primeira encomenda e agradecemos pela confiança no plano de negócios e na equipe da Akasa Air. Acreditamos que o novo avião 737 MAX apoiará nosso objetivo de operar não apenas com eficiência com uma companhia aérea confiável e acessível, mas também uma empresa ecologicamente correta com a frota mais jovem e verde dos céus indianos”, disse Vinay Dube, CEO da Akasa Air e que comandava a Jet Airways até 2019, quando a empresa faliu.

O acordo com a Akasa Air é avaliado em quase US$ 9 bilhões em preços de lista e não deixa de ser uma resposta ao domínio da Airbus no mercado indiano.

Executivos da Akasa Air e Boeing assinam o acordo no Dubai Airshow (Boeing)

Total
14
Shares
Previous Post

Airbus acumula centenas de pedidos no Dubai Airshow

Next Post

Caça F-35B britânico cai no Mar Mediterrâneo

Related Posts