Fokker 100 da Helvetic Airways: abrindo espaço para o E190-E2 (Aero Icarus)

A companhia aérea regional Helvetic Airways encontrou um comprador para os Fokker 100 restantes da sua frota, a empresa australiana Alliance Aviation Services, que fechou negócio por cinco jatos e suas peças de reposição.

O Fokker 100 havia sido retirado de operação na companhia aérea suíça no dia 14 de junho, após 16 anos de serviço. A Helvetic estreou na aviação em 2003 com o jato holandês, do qual chegou a ter nove aviões. Atualmente, a companhia possui 11 E190 com capacidade para 112 passageiros contra 100 assentos do Fokker. A Helvetic, no entanto, deverá receber seu primeiro E190-E2, a mais nova geração do jato da Embraer, até o final de 2019.

Em setembro do ano passado, a companhia aérea suíça assinou um contrato com a Embraer para adquirir 12 unidades do E190-E2 mais o direito de compra de outros 12 aviões, com possibilidade de convertê-los para a variante E195-E2, com maior capacidade.

A Helvetic comprou 12 E190-E2 e tem mais 12 aviões com opção para o E195-E2 (Divulgação)

Maior frota de aviões Fokker

A Alliance Aviation Services tem chamado a atenção pelo interesse nos aviões fabricados pela Fokker. A empresa australiana presta serviços do chamado “Fly-in Fly-out” (voo de ida e volta) para companhias que precisam deslocar seus funcionários com frequência para locais de trabalho distantes. Seus principais clientes são mineradoras e companhias petrolíferas na Austrália.

Desde que adquiriu seu primeiro Fokker, a Alliance Aviation Services já acumulou uma frota de 5 turboélices Fokker 50, 10 Fokker 70 e 23 Fokker 100, considerada a mais numerosa do mundo.

Falida em 1996, a Fokker ainda possui uma respeitável quantidade de seus aviões comerciais voando no mundo, mas mesmo na Holanda, seu país de origem, a KLM já havia decidido aposentá-los, nesse caso, também substituindo pelo avião brasileiro.

Fokker 100 da Alliance: maior frota do fabricante holandês no mundo (Phil Vabre)

Veja também: Fokker 100 faz pouso forçado no Irã