“Mais patriota”: à pedido de Trump, o próximo avião presidencial dos EUA deve ser renovado (U.S. Department of Defense)

A última solicitação de orçamento do Departamento de Defesa dos EUA divulgada nesta semana mostra uma representação do Air Force One com um novo esquema de pintura. A mudança nas cores da aeronave é um pedido do presidente Donald Trump, que desde o ano passado vem falando que o próximo jato presidencial precisa adotar um estilo mais “patriota”.

A ilustração apresentada no documento mostra um avião com detalhes em vermelho, branco e azul, as cores da bandeira dos EUA. Há quem diga que o novo layout remete a pintura do jato particular de Trump, mas invertida (confira na imagem abaixo e tire suas próprias conclusões).

Em fevereiro de 2018, a Casa Branca fechou um acordo de US$ 3,9 bilhões com a Boeing para adquirir dois novos aviões de transporte presidencial. A aeronave designada como VC-25B será baseada no 747-8. Os modelos atuais, em serviço desde 1990, são baseados no 747-200 (VC-25A).

O novo Air Force One “fornecerá ao presidente, funcionários e convidados transporte aéreo seguro e confiável no mesmo nível de segurança e capacidade de comunicação disponível na Casa Branca”, diz a solicitação de orçamento.

A nova pintura do Air Force One lembra o esquema do Boeing 757 privado de Trump, mas com as cores invertidas (Tomás Del Coro)

A pintura sugerida ao novo avião presidencial dos EUA é significativamente diferente da usada nos modelos atuais. O estilo em branco e azul claro está em uso desde a década de 1960, quando o governo Kennedy introduziu o esquema elaborado pelo renomado designer industrial Raymond Loewy.

Mesmo que a nova pintura seja de fato adotada, Trump só poderá desfrutar de um passeio no Air Force One de seus sonhos se for reeleito, já que a primeira aeronave está programada para 2024. O próximo pleito presidencial dos EUA está marcado para o dia 3 de novembro.

Os dois aviões que ocuparão o posto de novos Air Force One já estão prontos, mas ainda devem passar por um extenso programa de modificação. As aeronaves, atualmente estocadas, foram originalmente encomendadas pela companhia aérea de carga Transaero, da Rússia. O pedido, porém, acabou cancelado após a empresa falir em 2015.

O avião presidencial dos EUA pode ser reabastecido no ar (divulgação)

O esquema atual do Air Force One foi introduzido durante o governo Kennedy, nos anos 1960 (divulgação)

Air Force One

O termo “Air Force One” é utilizado por qualquer avião da força aérea dos EUA (USAF) que transporta o presidente do país. No entanto, é sempre lembrado como o nome da aeronave, que oficialmente é VC-25A. O código é utilizado na comunicação do jato presidencial com torres de controle e outros aviões.

Seguindo a mesma ordem, quando o presidente dos EUA viaja a bordo de aeronaves da Marinha, a mesma é chamada de “Marine One”, e em aparelhos do Exército pelo código “Army One”.

Veja mais: Embraer pode anunciar novo turboélice comercial até o final de 2020