Piloto morre em queda de caça Su-30 na Venezuela

Aeronave caiu enquanto realizada um voo de ensaio para as celebrações do Dia da Independência da Venezuela
A Venezuela possui a maior frota de caças modernos da América Latina (AVMBV)
Venezuela já perdeu três caças Su-30 em acidentes desde 2015 (AVMBV)

Um caça Sukhoi Su-30MK2 da Aviación Militar Nacional Bolivariana, a força aérea da Venezuela, caiu no domingo (2) numa área montanhosa em Guaicaipuro, informaram autoridades do país. Os dois pilotos conseguiram acionar os assentos ejetores, mas um deles perdeu a vida, o Coronel Paulino José Millán Sabino morreu ao cair no chão.

Segundo a imprensa local, o jato russo se acidentou por volta das 09h45, horário local, enquanto realizada um sobrevoo de ensaio em preparação para as apresentações militares para o Dia da Independência da Venezuela, celebrado em 5 de julho. As causas da queda do avião ainda não foram esclarecidas.

Siga o AIRWAY nas redes: Facebook | LinkedIn | Youtube | Instagram | Twitter

Este foi o terceiro acidente fatal com um caça Su-30 da frota venezuelana. Outros dois aviadores do país perderam a vida em acidentes ocorridos em setembro de 2015 e outubro de 2019.

Com mais uma baixa, a força aérea da Venezuela tem agora 21 caças do tipo no inventário – a quantidade de aeronaves ativas é desconhecida.

Considerado um dos caças mais avançados em serviço por uma nação da América Latina, os Su-30 MK2 foram adquiridos pela Venezuela junto a Rússia em 2006, durante o mandato do presidente Hugo Chávez, falecido em 2013.

Total
0
Shares
1 comment
  1. Acho que o Hugo Chávez não falei em 2003 não.

    Verifica essa informação aí,

Comments are closed.

Previous Post

SAAB marca presença no RIAT 2023, o maior show aéreo militar do mundo

Next Post

Arrendador CDB Aviation teria pedido devolução de jatos Embraer da Amaszonas

Related Posts
Total
0
Share