Primeiro B-52 chega à Boeing para modernização de radar

Bombardeiro estratégico da Força Aérea dos EUA receberá um radar Active Electronically Scanned Array (AESA) como parte de seu programa de atualização que inclui também novos motores fornecidos pela Rolls & Royce
O primeiro B-52 a ser modernizado já está com a Boeing (Boeing)

O primeiro bombardeiro B-52 Stratofortress da Força Aérea dos EUA (USAF) chegou às instalações da Boeing em San Antonio, no Texas, para iniciar a atualização de seu sistema de radar.

No local, a aeronave de oito motores será equipada com um radar do tipo AESA (Active Electronically Scanned Array) AN/APG-79 fornecido pela Raytheon.

Siga o AIRWAY nas redes: Facebook | LinkedIn | Youtube | Instagram | Twitter

O equipamento é usado nos caças F/A-18E/F e é considerado um dos mais modernos em uso atualmente, capacitando o B-52 a mapear vários alvos em alta resolução.

“O B-52 traz capacidades únicas e críticas para a Força Aérea dos EUA à medida que avançam para uma futura estratégia de plataforma de dois bombardeiros”, disse Jennifer Wong, diretora de Programas de Bombardeiros. “Ao modernizar o radar B-52, estamos aumentando a relevância da aeronave para o combatente para apoio aéreo aproximado ou ataque estratégico.”

O antigo painel do B-52: novas telas sensíveis ao toque (USAF)

O Programa de Modernização de Radar (RMP) do B-52 inclui a instalação de um novo radome no nariz da aeronave e mudanças consideráveis no painel de instrumentos, com a adição de dois displays de grande área, de alta definição de sensíveis ao toque.

Além disso, o B-52 terá dois outros displays com os sensores do sistema e controles para a tripulação.

Novos motores

Em paralelo aos aviônicos, a Força Aérea também executa o programa de substituição dos antigos motores TF-33 pelo novo turbofan F130, fornecido pela Rolls & Royce.

Mais econômico e potente, o turbofan é derivado do BR725, usado em jatos executivos de grande porte.

Motores F130 sendo testados (RR)

Dentro do Commercial Engine Replacement Program (CERP), a Rolls & Royce já executa testes em solo do conjunto de dois motores do B-52.

O plano da Força Aérea é contar com os primeiros B-52 modernizados operacionais em 2027.

Total
0
Shares
Previous Post

Air Algérie anuncia aquisição de sete widebodies da Airbus

Next Post

Aerolíneas Argentinas voará do “Congonhas de Buenos Aires” para os EUA

Related Posts
Total
0
Share