Primeiros KC-390 serão entregues em 2018

Força Aérea Brasileira vai receber 28 cargueiros militares da Embraer ao longo de 12 anos
O Embraer KC-390 tem a missão de substituir os veteranos turbo-hélices C-130 Hercules no Brasil (FAB)
O Embraer KC-390 tem a missão de substituir os veteranos turbo-hélices C-130 Hercules no Brasil (FAB)
O Embraer KC-390 vai substituir os veteranos turbo-hélices C-130 Hercules (FAB)
O Embraer KC-390 vai substituir os veteranos turbo-hélices C-130 Hercules (FAB)

A Força Aérea Brasileira (FAB) vai receber duas aeronaves KC-390 até o final de 2018. A informação foi confirmada pela Embraer, durante a LAAD Defence & Security, feira realizada no Rio de Janeiro nesta semana. O diretor do programa KC-390, Paulo Gastão Silva, explicou que o contrato, assinado em 2014, prevê a entrega de 28 aeronaves ao longo de 12 anos.

Segundo a fabricante, um dos aviões, o primeiro da série a ser entregue, está em fase de montagem da fuselagem e da asa, e o segundo já foi iniciado. Além disso, atualmente, dois protótipos estão sendo usados para ensaios e, juntos, acumulam mais de 900 horas de voo. “Os resultados dos ensaios confirmam as previsões do projeto. Nossos testes são realizados em conjunto com a Força Aérea Brasileira e o Exército”, explicou Silva.

A Embraer e a FAB devem completar até o final deste ano a certificação da aeronave, que será a mais avançada e pesada já desenvolvida pela indústria brasileira. Um dos testes que o cargueiro deve ser submetido ainda neste ano é o reabastecimento aéreo de helicópteros. O KC-390 também deve marcar presença no Paris Air Show (Le Bourget), em junho deste ano.

Sobre uma variante civil do avião, Gastão Silva disse que a ideia sempre fez parte dos planos do programa. “Esse interesse já vem se concretizando e devemos competir também nessa fatia de mercado. Mas não posso dar mais detalhes”, finalizou.

Presente na coletiva, o presidente e CEO da Embraer Defesa e Segurança, Jackson Schneider, adiantou que a entrega das duas aeronaves para o próximo ano vai acontecer em etapas. Um avião chega no primeiro semestre de 2018 e o próximo no segundo semestre do mesmo ano. Schneider ainda contou que três aviões encontram-se em desenvolvimento para serem entregues no decorrer de 2019.

Veja mais: Avião que reergueu a Embraer, ERJ-145 completa 20 anos

Total
0
Shares
0 0 votes
Article Rating
4 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Fabio
Fabio
5 anos atrás

Que avião bonito!

paulo roberto
5 anos atrás

porque nao investir em um novo caça 5a geraçao para a Fab, por conta de vcs e no final da venda a garantia e da fab.

Alexandre
5 anos atrás

Paulo roberto provavelmente com a Transferencia de tecnologia do gripen,teremos futuramente um caça brasileiro

luis carlos
5 anos atrás

alguem viu algum video com o kc390 carregando um tanque de guerra ou um astros

Previous Post
O ERJ-145 foi o primeiro jato comercial desenvolvido pela Embraer (Divulgação)

Avião que reergueu a Embraer, ERJ-145 completa 20 anos

Next Post
O 737-200 da Vasp no Galeão: primeira cliente do jato no Brasil (Pedro Aragão)

O Boeing 737 no Brasil

Related Posts
Total
0
Share