Propostas pela ITA Airways não teriam empolgado governo italiano

Nova companhia aérea de bandeira está sendo disputada por dois grupos, um formado pela Lufthansa e a MSC, e outro liderado pelo fundo Certares, que se associou à Air France-KLM
Airbus A320 da ITA (IA)

A venda do controle acionário da ITA Airways pelo governo italiano sofreu um revés nesta terça-feira, 5, segundo a mídia do país. Apenas dois grupos enviaram propostas para ficar com 80% da empresa, a associação entre Lufthansa e a operadora marítima MSC, e uma sociedade entre o fundo Certares e a Air France-KLM.

O Ministério da Economia da Itália não teria ficado satisfeito com as primeiras ofertas, entre 800 milhões e 1 bilhão de euros, e deu um novo prazo para as concorrentes repensarem suas propostas, que expirou às 23h59 de 5 de julho.

No entanto, as ofertas teriam sido reduzidas, segundo fontes do jornal Corriere della Sera, que atribuiu a mudança ao valor do barril do petróleo, em alta, e o prolongamento da guerra na Ucrânia.

A Lufthansa e a MSC chegaram a indicar que poderiam oferecer até 1,4 bilhão de euros pela ITA, porém, a primeira proposta foi de 1 bilhão de euros. Na nova rodada, as duas empresas teriam apresentado um valor máximo de 850 milhões de euros.

A Lufthansa e a MSC teriam oferecido até 800 milhões pela ITA (Lufthansa)

O fundo americano Certares foi ainda mais comedido, com uma proposta máxima de 600 milhões de euros, comparada ao teto de 800 milhões de euros anteriormente.

A decisão do governo da Itália não envolve apenas o maior valor, mas também outros aspectos como a governança da ITA Airways. Nesse aspecto, a Air France-KLM estaria numa situação desvantajosa por conta das dívidas que a empresa têm com governo da União Europeia e que a impedem de realizar investimentos.

As propostas deverão ser avaliadas pelo Tesouro italiano com a consultoria de duas empresas. Só então elas serão enviadas ao primeiro ministro Mario Draghi, que tomará uma decisão.

Total
1
Shares
Previous Post

Grupo Latam vende seis jatos Airbus A320 para o “ferro velho”

Next Post

Airbus pode bater Boeing em mais uma grande encomenda

Related Posts
Total
1
Share