T-27M Tucano inicia operação na Academia da Força Aérea

Aeronave modernizada realizou primeiro voo de instrução nesta semana, na base aérea de Pirassununga (SP). Força Aérea Brasileira deve converter 42 aviões até o final deste ano
Embraer T-27M Tucano (FAB)

O T-27M Tucano, aeronave de treinamento que foi modernizada pela Força Aérea Brasileira (FAB), iniciou os voos de instrução na segunda-feira, 24, na Academia da Força Aérea (AFA), em Pirassununga, interior de São Paulo.

Fabricado pela Embraer nos anos 80, o Tucano é utilizado pela FAB como principal avião de treinamento, mas as quase quatro décadas em operação tornaram o modelo desatualizado em relação a mudanças técnicas nesse período.

Por conta disso, a FAB decidiu lançar um programa de modernização próprio, realizado no Parque de Material Aeronáutico de Lagoa Santa, com apoio da empresa Albatross.

O processo de atualização do Tucano inclui um novo painel com instrumentos digitais e um sistema mais avançado, adaptado às novas regras de tráfego aéreo, como os procedimento RNAV e RNP (Navegação de Área e Performance de Navegação Requerida).

O novo painel de instrumentos do T-27M (FAB)

Os quatro primeiros T-27M foram entregues em 9 de dezembro após cerimônia oficial que contou com a presença do Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Carlos de Almeida Baptista Junior.

O primeiro voo de instrução do T-27M, matrícula FAB 1446, foi realizado pelo Comandante da AFA, Brigadeiro do Ar Marcelo Gobett Cardoso e pelo Cadete Aviador Yuri Nunes Bitar, líder do Corpo de Cadetes da Aeronáutica e primeiro colocado da Turma Anúbis.

“Ver o T-27M sendo plenamente utilizado na instrução aérea é a materialização de um enorme esforço de homens e mulheres da Força Aérea Brasileira, que contribuíram e continuarão contribuindo na melhoria da qualidade da formação dos nossos Oficiais Aviadores”, disse o Brigadeiro Gobett.

Os T-27 substituíram os jatos Cessna T-37C na instrução avançada dos pilotos da FAB. A aeronave da Embraer também foi exportada para vários outros países e deu origem ao AT-29 Super Tucano, avião de ataque leve.

A Força Aérea planeja contar com 42 T-27M até o final de 2022.

Total
0
Shares
1 comment

Comments are closed.

Previous Post

Força Aérea lança concorrência para adquirir dois Airbus A330-220

Next Post

China Airlines amplia encomenda de cargueiros Boeing 777F

Related Posts
Total
0
Share