TAM da Bolívia pode ter voos suspensos

Companhia operada pelo esquadrão militar de transporte da força aérea boliviana voa para regiões isolados do país sem certificado civil
A TAM da Bolívia não tem nenhuma relação com a companhia TAM do Brasil (divulgação)
A TAM da Bolívia não tem nenhuma relação com a companhia TAM do Brasil (divulgação)

A TAM da Bolívia não tem nenhuma relação com a companhia TAM do Brasil (divulgação)

A TAM da Bolívia não tem nenhuma relação com a companhia TAM do Brasil (divulgação)

A TAM, companhia aérea operada pelo esquadrão de transporte da Força Aérea da Bolívia, está na corda bamba. A empresa, cujo nome significa Transporte Aéreo Militar (o nome da TAM brasileira é uma abreviação de “Táxi Aéreo Marília), foi intimida pelo ministro de obras públicas do país, Milton Carlos, a obter certificação para voos civis ou caso contrário terá seus voos suspensos.

O ministro afirmou ao jornal boliviano Los Tiempos que o modo de operação da TAM viola as regras do International Civil Aviation Organization (ICAO – Organização Internacional de Aviação Civil ), pois a companhia não possui nem ao menos o certificado de voo local, emitido pela Dirección General de Aeronáutica Civil (DGAC) a Bolívia .

As aeronaves do esquadrão militar boliviado, em contrapartida, têm autorização para voos militares, brecha que é aproveitada nos voos civis. A TAM possui atualmente uma frota com seis jatos Boeing 737-200 e mais um 737-300, além de dois BAe 146 e mais dois turbo-hélices MA-60. Os voos da companhia são operados na maioria em regiões remotas da Bolívia, onde as companhias locais não têm interesse em operar devido a baixa demanda.

Julio Cesar Villarroel, diretor da TAM, revelou ao jornal que o grupo está trabalhando em um processo de transição que vai desvincular a companhia da força aérea. O Esquadrão de Transporte Aérea da Bolívia opera seu próprio serviço de transporte civil desde 1945.

Veja mais: Conheça as companhias estrangeiras que voam para o Brasil

Total
0
Shares
1 comment

Comments are closed.

Previous Post
Os jatos que pousam em Congonhas contam com avançados sistemas de navegação e controle (Marcelo F. De Biasi)

Mercado de aviação doméstica encolhe 6% em outubro

Next Post
A Luftwaffe vai iniciar a desativação do Panavia Tornado a partir de 2020 (Luftwaffe)

Alemanha oferece aviões para combater Estado Islâmico

Related Posts