United Airlines será a primeira companhia a voltar a receber o 737 MAX

Companhia aérea dos EUA deve receber jato na semana que vem e pretende contar com mais sete unidades em dezembro
Boeing 737 MAX 9 da United Airlines (UA)
Boeing 737 MAX 9 - United Airlines
Boeing 737 MAX 9 da United Airlines (UA)

A United Airlines se prepara para receber o primeiro 737 MAX após o jato da Boeing ter sido aterrado por problemas de segurança. A companhia aérea dos EUA confirmou que a aeronave será entregue na semana que vem e que outras sete unidades também serão enviadas ainda em dezembro. Ao todo, a United tem 186 pedidos firmes do 737 MAX dos quais recebeu apenas 14 aeronaves antes do aterramento em março de 2019.

A informação surge em meio a uma série de notícias positivas a respeito do jato mais vendido da Boeing. Nesta quinta-feira (3), a Ryanair ampliou sua encomenda de 135 aviões para 210 unidades, ao confirmar 75 opções de compra do modelo 737 8-200.

Também nos últimos dias, a American Airlines realizou voos com funcionários para demonstrar que o MAX é seguro. A companhia pretende recolocar o 737 em serviço a partir de 29 de dezembro.

Para a Boeing, a retomada das entregas é um dos pontos altos em sua estratégia de recolocar a aeronave de volta no mercado após 20 meses de aterramento causado pelos dois acidentes fatais com o 737 MAX. Desde então, a empresa perdeu mais de mil encomendas e viu sua imagem ser questionada após sucessivos escândalos envolvendo não só o 737 MAX mas também o 787 Dreamliner.

Atualmente, a Boeing tem cerca de 450 aviões prontos para entrega e pretende enviar pelo menos metade deles para seus clientes dentro de um ano.

Retorno em breve

Além da retomada das entregas, o 737 MAX deve começar a ser utilizado por vários clientes nas próximas semanas, entre elas, a Gol. Nesta quinta-feira, um jato da empresa realizou um voo com a cúpula da empresa, incluindo o presidente Paulo Kakinoff. A intenção da companhia é demonstrar a segurança do jato para a imprensa e convidados.

Outras clientes do 737 MAX como a Copa e a Aeromexico também planejar contar com a aeronave da Boeing nas próximas semanas. Será o momento de saber como será a reação dos passageiros, após dois anos de más notícias a respeito da aeronave na mídia mundial.

A Copa é uma das companhias que pretende voar com o 737 MAX ainda em 2020 (Copa)

Veja também: Air France cogita o 737 MAX e o hipotético A220-500 para o lugar do A320

Total
6
Shares
Previous Post
Embraer E195-E2 - Ararinha Azul

Ararinha Azul, o avião mais colorido da América do Sul

Next Post
ATR 72-600F

Turboélice de carga: ATR 72-600F é certificado na Europa

Related Posts