Airbus A330 MRTT é certificado para operações automáticas de REVO

Avião-tanque da Airbus é o primeiro do mundo homologado para realizar operações automáticas de reabastecimento aéreo
Novo sistema A3R automatiza as operações de reabastecimento aéreo do A330 MRTT (Airbus)

A complexa operação de reabastecimento em voo (REVO, na sigla em inglês) agora pode ser realizada de forma automática pelo Airbus A330 MRTT, que passa ser o primeiro avião-tanque do mundo com essa capacidade. Em comunicado divulgado nesta terça-feira (19), o fabricante europeu confirmou que a nova função foi certificada após uma campanha de testes com uma aeronave da Força Aérea da República de Cingapura (RSAF).

A capacidade de reabastecimento em voo automático, por meio do sistema que a Airbus chama de “A3R”, faz parte do SMART MRTT, programa que prevê atualizações para a versão militar do A330. A certificação do novo dispositivo foi concedida pelo Instituto Nacional Espanhol de Tecnologia Aeroespacial (INTA).

De acordo com a Airbus, o sistema A3R não requer equipamentos adicionais na aeronave receptora. O dispositivo também reduz a carga de trabalho do operador da lança de reabastecimento aéreo, cuja função agora é limitada em apenas monitorar a operação automática. A fabricante ainda diz que a nova capacidade melhora a segurança e otimiza a taxa de transferência de combustível. O dispositivo, no entanto, por ora funciona somente à luz do dia.

Os testes de certificação do sistema A3R foram realizados com jatos A330 MRTT de Cingapura (Airbus)

“A certificação da capacidade do A3R é resultado de uma jornada de sucesso iniciada em 2018 com o primeiro contato automatizado do mundo com um sistema de lança em uma operação conjunta com a Força Aérea Real da Austrália. Desde então, alcançamos mais “primeiros do mundo” aeronáuticos graças ao apoio de nossos clientes, especialmente com a participação importante de nosso parceiro RSAF, um cliente lançador e o primeiro operador a se beneficiar dessa capacidade revolucionária. O A330 MRTT continua aumentando sua vantagem tecnológica com capacidades superiores de reabastecimento aéreo”, disse Jean-Brice Dumont, chefe de sistemas aéreos militares da Airbus Defence and Space.

A Airbus, por meio de sua subsidiária Airbus UpNext, também anunciou do Auto’Mate, um programa de demonstração baseado que servirá para amadurecer novas tecnologias para o SMART MRTT. Os recursos avaliados permitirão operações de REVO com aviões autônomos e voo de formação autônoma. O início dos testes de voo está programa para 2023. Os ensaios serão executados com um jato A310 e drones DT-25 como aeronave receptora.

Total
12
Shares
Previous Post

Boeing amplia acordo para vender aviões a futuros donos do Vasco

Next Post

Novo turboélice da Embraer já conta com mais de 250 aeronaves reservadas

Related Posts
Total
12
Share