Airbus entrega o primeiro A319neo a uma companhia aérea

China Southern Airlines é o primeiro operador comercial do menor modelo da série A320neo, que soma apenas 70 pedidos
Os A319neo da China Southern Airlines serão configurados com 136 assentos em três classes (Divulgação)

Passados quase cinco anos de seu voo inaugural, o Airbus A319neo finalmente foi entregue a uma companhia aérea. A China Southern Airlines anunciou nesta semana o recebimento dos dois primeiros exemplares do menor avião da família A320neo em configuração comercial. Até então, a fabricante havia despachado somente quatro unidades do jato, mas na versão executiva ACJ319neo.

Pelo Twitter, a empresa chinesa confirmou que seus A319neo terão uma “confortável” cabine de três classes, sendo quatro assentos na classe executiva, 24 na Premium Economy e 108 na econômica. A China Southern marcou a estreia comercial dos novos aviões para julho.

Ao contrário dos modelos A320neo e A321neo, que respectivamente somam 3.752 e 4.037 pedidos, o A319neo acumula apenas 70 encomendas. O principal cliente da aeronave é a companhia aérea low cost Spirit Airlines, dos Estados Unidos, com 31 aviões encomendados. No backlog da Airbus constam ainda nove jatos para operadores executivos e mais 30 unidades para clientes não divulgados. A China Southern não informa a quantidade de aeronaves encomendadas.

A China Southern não aparece oficialmente como cliente do A319neo, mas a Airbus possui 30 pedidos não identificados em sua carteira (Airbus)

Embora apresente um desempenho interessante, com autonomia de 6.950 km e capacidade para 160 passageiros, o A319neo é um avião que dificilmente deve repetir o sucesso estrondoso de seus irmãos maiores. E a culpa é da própria Airbus.

O principal concorrente do A319neo é justamente outro avião da Airbus, o A220-300 (ex-Bombardier CS300). Os dois jatos têm performances muito semelhantes. O maior modelo da família A220, porém, é uma opção que oferece maior versatilidade operacional e custos inferiores em relação ao novo A319. Não à toa, a carteira de pedidos do A220 é quase 10 vezes maior (102 modelos A220-100 e 588 A220-300) que a do A319neo.

China Southern Airlines anuncia retirada do A380

Enquanto um novo avião da Airbus é introduzido na frota da China Southern Airlines, outro modelo está de despedida. A maior companhia aérea chinesa confirmou nesta quarta-feira (23) que sua frota de quadrimotores A380 será retirada de serviço até o fim deste ano. A empresa possui cinco exemplares do “Superjumbo”.

Airbus A380 - China Southern Airlines
A China Southern Airlines é o único operador do A380 no mercado chinês (Airbus)

Trata-se de mais um revés na curta carreira do A380, que vem sendo desativado em ritmo acelerado desde o início da pandemia de Covid-19. O avião que saiu de linha no passado já deixou de voar com a Air France, Lufthansa e a empresa wet-lease Hy-Fly. Outros clientes da aeronave, Korean Air, Malaysia Airlines, Thai Airways, Asiana Airlines e Qatar Airways também anunciaram que vão aposentar seus aparelhos ou parte das frotas até a segunda metade desta década.

Entre as novas funções do A380 estão servir de laboratório de testes para motores movidos a hidrogênio e, quem sabe, virar um hotel, localizado ao lado da fábrica da Airbus em Toulouse, na França.

Total
19
Shares
Previous Post

Colombiana Viva Air começará a voar para o Brasil em junho

Next Post
KF-X

Caça sul-coreano KF-21 tem voo inaugural marcado para julho

Related Posts
Total
19
Share