Airbus lança o A321XLR, capaz de voar entre São Paulo e Nova York sem escalas

Versão de ultra longo alcance do jato de corredor único terá autonomia para 8.700 km e chegará ao mercado em 2023
Airbus A321XLR
O Airbus A321XLR: alcance e 8.700 km significa voar sem escalas entre São Paulo e Nova York (Airbus)

Como esperado, a Airbus abriu o Paris Air Show nesta segunda-feira (17) com o lançamento do A321XLR (xTra Long Range), versão de ultra longo alcance do jato comercial de corredor único. E os números do modelo impressionam: ele será capaz de voar sem escalas 4.700 milhas náuticas, ou 8.700 km, 15% mais do que o A321LR, variante atual que dispõe do maior alcance do birreator.

Esse desempenho significa em tese poder voar de São Paulo ou Rio de Janeiro para Nova York (7.700 km), Lisboa (7.900 km) e até Madri (8.400 km) sem escalas. E o principal, com uma economia de combustível de 30% em relação antigos jatos desse porte, segundo a Airbus que obviamente está se referindo ao Boeing 757.

A mágica para transformar o A321 em um jato capaz de operar em rotas antes exclusivas de widebodies e trirreatores e quadrirreatores está na inserção de um tanque extra de combustível na parte traseira da fuselagem que ampliou seu alcance em quase 1.300 km. Além disso, a Airbus buscou manter algumas características da versão LR como otimizar os flapes do bordo de ataque para oferecer o mesmo desempenho de decolagem e potência.

O novo tanque elevou o peso máximo de decolagem para 101 toneladas, um pouco menos do que se previa. Para suportar o peso extra, a Airbus reforçará o trem de pouso do jato. Outra novidade do A321XLR é receber a cabine Airspace, que estreou no A330neo.

Onde o A321XLR é capaz de voar sem escalas (Airbus)

A capacidade máxima de passageiros do A321XLR é de 244 assentos em classe única, porém, ele deverá transportar cerca de 200 passageiros em voos intercontinentais com classe mista.

Apenas um cliente por enquanto

A Airbus promete entregar o primeiro A321XLR apenas em 2023, no entanto. Ao contrário do que se previa, a fabricante europeia revelou apenas um cliente para o novo modelo, a empresa de leasign americana Air Lease Corporation que anunciou uma encomenda de 100 aeronaves, incluindo 27 A321XLR – além de 50 A220-300 e 23 A321neo.

A expectativa, no entanto, é de que novos pedidos sejam revelados em breve à medida que as negociações com algumas companhias aéreas sejam concluídas. Uma delas e que pode ser a cliente lançadora do modelo é a MEA, do Líbano, que pretende converter parte dos seus pedidos de A321 para a nova versão. São cotadas como futuras clientes também a American Airlines, JetBlue, o grupo IAG (British Airways, Iberia e outras), AirAsia e Jetstar Airways.

A empresa de leasing Air Lease Corporation é a primeira cliente do A321XLR (Airbus)

Veja também: Airbus apresenta avião conceitual com asas articuladas

Total
1
Shares
Previous Post

British Airways quer ampliar sua frota de A380 com aviões usados

Next Post
A United Express é a divisão de voo regionais da tradicional companhia United (Divulgação)

Embraer e United Airlines assinam contrato para até 39 jatos E175

Related Posts